Sparta Rotterdam retorna a grama natural

 Sparta Rotterdam retorna a grama natural

Foram quase oito anos atuando com grama artificial no Het Kasteel e finalmente o Sparta Rotterdam resolveu retornar a grama natural. Isso é uma exigência para os clubes que disputam a Eredivisie. Atualmente, os Gladiadores Alvirrubros estão na décima sexta colocação, vaga que coloca o clube na Keuken Kampion Play-Offs, ou seja, disputa de repescagem para não ser rebaixado.

O Sparta Rotterdam fazia parte de uma lista que conta apenas com SC Cambuur e Heracles Almelo. Esses outros dois clubes ainda possuem grama artificial em seus gramados. O último time que tinha deixado a grama artificial para começar a trabalhar em grama natural foi o PEC Zwolle na temporada passada.

Há três anos, os clubes que faziam parte da Eredivisie participaram de uma reunião em Utrecht, onde todos os participantes se comprometeram a colocar grama natural em seus estádios e com isso, os clubes que realizam essas mudanças, passariam a receber 350 mil euros por temporada, como uma bonificação pela alteração.

O Sparta Rotterdam decidiu em 2014 deixar a grama natural por questões financeiras. A economia que essa mudança gerou ao clube, permitiu que o time de Roterdã investisse mais em seu elenco, para que eles retornassem para a Eredivisie, algo que aconteceu apenas em 2016, após seis temporadas disputando a segunda divisão.

“Ao longo das últimas temporadas, avaliamos os benefícios e os malefícios dessa mudança. Hoje nós, como clube, tomamos uma decisão diferente. Estamos voltando à grama natural, realizando um desejo há muito acalentado por todos os espartanos e fãs de futebol” disse o gerente geral do clube, Manfred Laros.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *