Frank de Boer explica saída: “Aumentar a pressão não é o que a equipe precisa”

 Frank de Boer explica saída: “Aumentar a pressão não é o que a equipe precisa”

Frank de Boer explicou no site da KNVB (Koninklijke Nederlandse Voetbalbond) sobre sua decisão em deixar o cargo de treinador da seleção holandesa após uma decepcionante Eurocopa.

No contrato do treinador com a Holanda, existia um ponto no qual haveria uma avaliação do trabalho do técnico ao final da Eurocopa, mas era fundamental a equipe chegar nas quartas de finais do torneio para que ele tivesse um respaldo maior para continuar trabalhando a seleção, mas isso não aconteceu. A República Tcheca foi muito forte para a Laranja nas oitavas de finais e venceu o duelo por 2 a 0.

“A meta não foi alcançada, isso é claro. Quando fui abordado para ser treinador da Holanda em 2020, pensei que era uma honra e um enorme desafio, mas também estava ciente da pressão que viria imediatamente após a minha nomeação. Essa pressão só está aumentando agora, e essa não é uma situação saudável para mim e nem para a equipe, diante de um jogo tão importante que a seleção terá em setembro” disse Frank de Boer.

“Eu quero agradecer a todos, jogadores, torcedores, membros da comissão técnica que estiveram ao nosso lado nesses nove meses de trabalho. Tudo que pedi foi me dado, mas infelizmente não consegui fazer com que a equipe respondesse dentro de campo” completou Frank de Boer.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *