Louis van Gaal comenta sobre a vacinação contra COVID-19 e direitos humanos no Catar

 Louis van Gaal comenta sobre a vacinação contra COVID-19 e direitos humanos no Catar

Nesta terça-feira, Louis van Gaal participou da sua primeira coletiva como treinador da Holanda pela terceira vez. Um dos principais pontos abordados no começo da conversa, foi sobre sua fala polêmica quando ele tinha visitado a delegação holandesa feminina na preparação para os Jogos Olímpicos e ele falou sobre um “grupo glorificado de estrelas”.

“A mídia pensou imediatamente que eu estava me referindo a seleção holandesa. Mas eu não disse em momento algum que estava falando da Holanda. Naquele momento, eu me referi a seleções como França e Portugal. Eu queria deixar claro que podemos ter um time muito mais forte dentro do campo do que como um grupo de indivíduos” começou falando Louis van Gaal.

O sucessor de Frank de Boer também indicou que quer se tornar o campeão mundial com a Holanda e para isso acontecer, ele terá que chegar na Copa do Mundo de 2022 no Catar, local que vem sendo discutido há anos por causa dos direitos humanos que ali estão sendo violados durante as construções dos estádios para a Copa do Mundo e onde até mesmo operários são mortos.

“O que eu penso sobre isso? Você acha que eu não me importo? É claro que lamento muito o que está acontecendo lá. Mas os sindicatos devem se unir. Em também perguntei para a KNVB e eles me disseram que estão liderando um movimento contra a Copa do Mundo no Catar” disse Louis van Gaal.

Ele também foi questionado se os jogadores poderiam fazer algumas declarações políticas.

“Eu ouvirei todos os argumentos dos jogadores. Se fizer sentido, não serei eu que ficarei contra” comentou Louis van Gaal.

O comandante também falou sobre a vacinação contra o COVID-19.

“Quem sou eu para falar sobre isso? Se você me perguntar, acho que todos deveríamos se vacinar. Não apenas para nossa própria proteção, mas também para a proteção daqueles que amamos. Mas eu sou apenas um treinador de futebol e não tenho como argumento muito sobre esse tema. Acho que o nosso primeiro-ministro tenha que se pronunciar enquanto a isso” falou Louis van Gaal.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *