Experiência de Ruud van Nistelrooy é utilizada para fortalecer a seleção

 Experiência de Ruud van Nistelrooy é utilizada para fortalecer a seleção

Após todos conhecemos os caminhos de cada seleção até a final da Eurocopa, a Holanda viu um bom caminho se desenhando pela frente para chegar na semifinal do torneio continental.

Caso consiga vencer a República Tcheca, a Holanda terá pela frente nas quartas de finais o vencedor do duelo entre Dinamarca e País de Gales.

Quem conhece muito bem o caminho para chegar nas fases mais decisivas da Eurocopa é o ex-centroavante, Ruud van Nistelrooy. Atualmente, ele trabalha como assistente técnico de Frank de Boer na Eurocopa.

Mas não podemos nos enganar e achar que a Holanda terá vida fácil. Muito pelo contrário, basta olharmos para 2008 quando a Holanda esteve em um grupo com França, Itália e Romênia. A equipe avançou para o mata-mata, mas caiu diante da Rússia de Guus Hiddink nas oitavas de finais.

Ruud van Nistelrooy desempenha um papel importante nesse processo. Ele tem experiência em torneio com momentos como esse em que se apresenta para a Holanda. Ele se juntou à coletiva de imprensa da Holanda hoje e foi confrontado com a partida de 2004 contra a República Tcheca.

“O tempo voa, hein?” disse Ruud van Nistelrooy com um sorriso no rosto.

“É evidente que conversei sobre o que aconteceu em 2004 contra República Tcheca com o elenco que temos aqui. Naquele ano perdemos para eles, mas chegamos nas semifinais e caímos para Portugal” falou Ruud van Nistelrooy.

“Na fase eliminatória é uma pressão completamente diferente envolvida e isso determina muito a abordagem que as equipes vão ter dentro de campo. Quando nós terminamos a fase de grupos com 100% de aproveitamento, as atenções irão começar a ficar em cima de nós. Precisamos saber trabalhar com isso se quisermos avançar” completou Ruud van Nistelrooy.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *