Owen Wijndal e Denzel Dumfries falam sobre o novo sistema de jogo e a ausência de Donny van de Beek

 Owen Wijndal e Denzel Dumfries falam sobre o novo sistema de jogo e a ausência de Donny van de Beek

ZEIST – Denzel Dumfries during a media moment of the Dutch national team, Nationalteam on the KNVB Campus on June 08, 2021 in Zeist, the Netherlands. The Dutch national team is preparing in Zeist for the UEFA EURO, EM, Europameisterschaft,Fussball 2020. ANP PIETER STAM DE JONGE EURO 2020 2020/2021 xVIxANPxSportx/xxANPxIVx *** ZEIST Denzel Dumfries during a media moment of the Dutch national team on the KNVB Campus on June 08, 2021 in Zeist, the Netherlands The Dutch national team is preparing in Zeist for the UEFA EURO 2020 ANP PIETER STAM DE JONGE EURO 2020 2021 xVIxANPxSportx xxANPxIVx PUBLICATIONxINxGERxSUIxAUTxONLY 432311222

Todo o elenco da Holanda sentiu o corte de Donny van de Beek da seleção para a disputa da Eurocopa.

“Donny van de Beek faz parte do nosso grupo” disse Denzel Dumfries.

“Se ele nos deixar será uma grande perda para todos nós. Em primeiro lugar, é horrível para ele, mas também é horrível para nós que gostamos demais dele e queríamos ele conosco” disse Owen Wijndal.

A dupla de laterais titulares nos últimos dois jogos da seleção, apareceram na coletiva de imprensa para conversar com os jornalistas e um dos temas discutidos foi sobre a nova formação de Frank de Boer, onde ambos serão fundamentais para o crescimento da equipe ao longo do torneio.

“Eu procuro encontrar as principais vantagens que esse novo sistema de jogos no proporciona. Nós dois somos laterais de muita energia e muito ofensivos. Nós gostamos demais de atacar os nossos adversários. Com esse tipo de sistema, sabemos que teremos uma proteção e maior liberdade para fazer isso” disse Denzel Dumfries.

Owen Wijndal também procura encontrar as vantagens, mas afirma que leva um tempo para se acostumar com esse novo modelo de jogo.

“Normalmente, eu tenho um atacante na minha frente que me ajudará a criar as jogadas. Agora, precisamos chegar ao ataque muito mais rápido e com maior frequência do que estamos acostumados. É algo que estamos trabalhando muito e conversando com Frank de Boer e o restante da comissão técnica. Percebo que estamos melhorando. Acredito que estaremos prontos para o domingo contra a Ucrânia” completou Owen Wijndal.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *