Quais são os problemas de Frank de Boer para a Eurocopa?

 Quais são os problemas de Frank de Boer para a Eurocopa?

A Eredivisie está quase no fim e as competições nos países vizinhos também estão chegando ao seu final. A Eurocopa está cada vez mais próxima e com ele, o momento de anunciar o elenco que defenderá a Holanda também se aproxima.

Hoje, o treinador nacional, Frank de Boer, divulgará a sua pré-convocação para a Eurocopa. Na segunda-feira, Daishawn Redan 24 de maio, os jogadores se reunirão em Zeist e dois dias depois, Frank de Boer divulgará a lista final dos homens que representarão a Holanda na competição continental.

O treinador holandês confessou no último final de semana que tem algumas “dores de cabeça” por causa de alguns jogadores. Mas sobre quem realmente? Uma olhada nas últimas convocações, mostra que haverá pouco espaço para surpresas.

Dos três goleiros, dois parecem já estar certos

Há pouca discussão sobre os nomes de Jasper Cillessen e Tim Krul. Frank de Boer deu uma oportunidade para Marco Bizot no final de 2020 quando a Holanda disputou um amistoso contra a Espanha, mas tudo indica que ele perderá espaço para Maarten Stekelenburg.

O experiente goleiro de 38 anos retornou para o Ajax, visando terminar sua carreira e suprir ausências de André Onana por lesões e suspensões ao longo da temporada, mas o que ele e ninguém esperava era que André Onana fosse pego em um exame anti-doping e ficasse de fora dos gramados por um ano. Diante desse cenário, Maarten Stekelenburg começou a atuar com frequência no gol do Ajax e foi atuando sempre em alto nível. Com isso, Marco Bizot parece perder espaço para Maarten Stekelenburg e Justin Bijlow segue no radar de Frank de Boer para o futuro da seleção.

Sem Virgil van Dijk, Frank de Boer terá que escolher os nove defensores

Na última quarta-feira, Virgil van Dijk anunciou que não teria condições de disputar a Eurocopa com a Holanda, devido a não ter se recuperado 100% da sua lesão. A ausência do capitão e principal nome da Holanda, fará falta demais para Frank de Boer que já começou a quebrar a cabeça para entender quais peças podem trazer mais equilíbrio defensivo.

Por mais que Virgil van Dijk fique de fora da Eurocopa, Frank de Boer ainda poderá contar diversos jogadores que estão atuando em altíssimo nível fora da Holanda. É o caso de Stefan de Vrij e Matthijs de Ligt. Enquanto Stefan de Vrij é capitão da Internazionale, Matthijs de Ligt é titular absoluto na Juventus e vem crescendo mais a cada jogo.

Por outro lado, Nathan Aké se recuperou de uma lesão no tendão e nessa reta final de temporada, Pep Guardiola proporcionou alguns minutos de jogo para o defensor holandês.

Nas laterais, Owen Wijndal do AZ Alkmaar, Patrick van Aanholt do Crystal Palace e Denzel Dumfries do PSV parecem ser nomes certos na Eurocopa. A grande dúvida de Frank de Boer é quem irá ser o concorrente de Denzel Dumfries na lateral direita, Kenny Tete do Fulham ou Hans Hateboer da Atalanta Bergamo?

Hans Hateboer não conseguiu convencer Frank de Boer nos jogos em que foi acionado e acabou não sendo mais convocado nas últimas listas do treinador holandês. Kenny Tete também não consegue agradar nas oportunidades que recebeu.

A única surpresa pode ser Rick Karsdorp da AS Roma. O ex-jogador do Feyenoord afirmou recentemente que acredita que suas chances de disputar a Eurocopa pela Holanda são baixíssimas.

Além de zagueiro, Jöel Veltman também pode jogar na lateral direita, bem como Daley Blind que atua na esquerda da defesa e frequentemente é titular na equipe de Frank de Boer, mas com a lesão, ele deverá retornar aos poucos.

Na semana passada, Daley Blind comemorou o 35ª título da Eredivisie com o Ajax e ele esteve em campo utilizando muletas. No entanto, Frank de Boer tem a esperança de contar com Daley Blind ao longo da Eurocopa.

“Pelo que ouvi agora, ele está bem adiantado no seu processo de recuperação. Se tudo caminhar como o planejado, ele poderá jogar conosco dia 28 de maio” disse Frank de Boer.

Seis meias: Frank de Boer ficará com Donny van de Beek?

Frenkie de Jong do FC Barcelona e Georginio Wijnaldum do Liverpool FC parecem ser nomes certos no meio de campo da Holanda e tudo indica que Georginio Wijnaldum também será o capitão da Laranja Mecânica ao longo do torneio continental.

A briga pela terceira vaga no meio de campo fica entre Marten de Roon, Davy Klaassen e Ryan Gravenberch, mas Donny van de Beek também corre por fora, para alcançar essa terceira vaga no time titular, mesmo jogando poucos minutos nesta temporada no Manchester United FC.

No Manchester United FC, Donny van de Beek não conseguiu atingir cinco jogos como titular na Premier League dessa temporada. Frank de Boer reconheceu isso em entrevista no último final de semana, mas parece que o jovem atleta ex-Ajax não ficará de fora da convocação.

Teun Koopmeiners do AZ Alkmaar também pode ser uma opção para a Holanda. Em abril, Frank de Boer deixou ele de fora da convocação, para que ele pudesse disputar a fase de grupos da Eurocopa Sub21. Parece muito provável que ele jogue as quartas de finais da Eurocopa Sub21 contra a França, mas também não seria nada de outro mundo vê-lo na convocação final de Frank de Boer para a Eurocopa.

Tonny Vilhena fez seu último jogo na Holanda no dia 19 de novembro de 2018. Ele não está mais nos planos de Frank de Boer. Isso também se aplica para Davy Pröpper, que mal jogou pelo Brighton & Hove Albion Football Club nesta temporada, em parte devido as lesões.

A Eurocopa parece cada vez mais distante para Kevin Strootman. Após o empate em 1 a 1 da Holanda contra a Itália pela UEFA Nations League, Frank de Boer não convocou mais o experiente meia.

Sete Atacantes: E agora Ryan Babel?

Este papel de mentor dos jovens jogadores é uma das razões pelas quais Frank de Boer ainda convoca Ryan Babel do Galatasaray, que vem provando seu valor em campo nessa reta final de temporada na Turquia.

No ataque da Holanda, Memphis Depay é o líder indiscutível. Donyell Malen e Calvin Stengs são os jogadores do futuro. Steven Berghuis e Luuk de Jong podem nem sempre convencer em seus clubes, mas não decepcionaram quando foram chamados por Frank de Boer. E talvez possamos dizer o mesmo para Steven Bergwijn.

O que se aplica para Donny van de Beek, também se aplica para Steven Bergwijn. O ex-jogador do PSV perdeu a titularidade em Londres desde o início de fevereir e nem sequer marcou um gol na Premier League nessa temporada.

Uma alternativa no ataque é o jovem talento do PSV, Cody Gakpo. No final de março, o jovem de 22 anos levou a Holanda U21 à vitória por 6 a 1 na Eurocopa Sub21 contra a Hungria. Cody Gakpo parece que terá uma chance na seleção principal e não se surpreenda se encontrarmos o nome dele na lista dessa sexta-feira.

O centroavante do AZ Alkmaar, Myron Boadu deixou de ser convocado para a Holanda após sua estreia com gol em novembro de 2019. A Eurocopa parece distante para ele

O coringa: Wout Weghorst ou talvez Arjen Robben?

E então há um lugar para um coringa na Holanda. As chances são de que, finalmente, Wout Weghorst seja convocado. O alto centroavante já marcou 20 gols na Bundesliga dessa temporada pelo VfL Wolfsburg.

Quem também parece pensar em retornar para a seleção é o Arjen Robben. Após uma excelente apresentação com a camisa do FC Groningen, ele deixou o caminho aberto para um possível retorno para a seleção, mas Frank de Boer resolveu cortar logo as “asinhas” do canhoto holandês, ao afirmar que para esse momento o nome dele não está sendo analisado.

3 + 9 + 6 + 7 + 1 = 26

Se Frank de Boer mantiver os nomes que frequentemente convoca e também chamar Wout Weghorst, então fechamos os 26 jogadores e não teremos grandes surpresas.

Vale lembrar que para essa edição da Eurocopa, a UEFA (União das Federações Europeias de Futebol) permitiu que as seleções convocasse 26 jogadores, três atletas a mais que o normal, devido os riscos da pandemia.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *