Denzel Dumfries e Roger Schmidt comentam sobre a vitória do PSV diante do Fortuna Sittard

 Denzel Dumfries e Roger Schmidt comentam sobre a vitória do PSV diante do Fortuna Sittard

O PSV somou três pontos na visita que fez ao Fortuna Sittard no Fortuna Sittard Stadion, mas não foi fácil para a equipe de Eindhoven. Apesar de ter construído uma vantagem de dois gols logo nos primeiros minutos da partida, as coisas ficaram bem preocupantes para os Boeren por muito tempo, até porque o Fortuna Sittard conseguiu fazer 2 a 1.

“Muitas vezes acontece que não matamos a partida” disse Denzel Dumfries.

Com dois gols de Eran Zahavi, o PSV vencia por 2 a 0 o Fortuna Sittard até o intervalo.

“Nós começamos bem a partida. Mantivemos o controle da partida. Nós tivemos muitas oportunidades para acabarmos com o jogo ainda no primeiro tempo” completou Denzel Dumfries.

Isso não aconteceu e os Fortunezen entravam a cada vez mais no jogo.

“Eles eram mais perigosos a cada investida na nossa defesa. Nós sentíamos que precisávamos matar a partida o quanto antes, pois qualquer erro nosso poderia resultar no gol do empate deles” explicou Denzel Dumfries.

Assim como Denzel Dumfries, Roger Schmidt também viu o mesmo problema que o seu defensor.

“Nós deveríamos ter feito o terceiro gol ainda no primeiro tempo, iria nos dar uma tranquilidade maior para o decorrer da partida. Os três pontos são muito importantes, mas poderia ter sido um pouco mais tranquilo” disse Roger Schmidt.

Nos jogos contra Ajax e Olympiacos Pireu, ele viu o PSV abrir uma vantagem e ser penalizado nos finais da partida, por não conseguir matar o jogo.

“Muitas vezes nós temos problemas para matar o adversário na partida. Nós perdemos muitas oportunidades, foi assim no final de semana passado contra o Ajax e na Liga Europa contra o Olympiacos Pireu” completou Roger Schmidt.

O comandante Boeren ficou muito satisfeito com o retorno de Noni Madueke. O atacante foi responsável pelo gol que garantiu a vitória do PSV.

“Ele vinha treinando muito bem e estava pronto para o retorno. É evidente que nós procuramos ter todo o respaldo do departamento médico para utilizar o atleta que vinha de lesão. Fiquei muito feliz com o seu gol” pontuou Roger Schmidt.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *