Fim de uma era na Holanda U21

 Fim de uma era na Holanda U21

Para muitos jogadores, a semifinal da Eurocopa Sub21 contra a Alemanha, foi a última vez em que eles vestiram a camisa da equipe, afinal de contas, para o próximo torneio, eles já não possuem mais idade para continuar.

Nomes como Kjell Scherpen, Sven Botman, Mitchel Bakker, Devyne Rensch, Jurgen Ekkelenkamp e Myron Boadu, ainda poderão ser convocados por Erwin van de Looi para os compromissos futuros da Holanda U21, mas para os demais atletas, agora é sonhar com uma vaga na seleção principal de Frank de Boer.

“Estou ciente disso. Vários jogadores poderão continuar conosco, mas boa parte desse atual elenco começa a ser apenas convocável para a seleção principal” disse Erwin van de Looi.

Pelo lado da Holanda, Perr Schuurs foi um dos poucos destaques semifinal do torneio. E isso expôs demais a diferença técnica que existe entre a Eredivisie e a Bundesliga.

“O nível do nosso campeonato nacional comparado ao campeonato da Alemanha é muito inferior e diante disso, nossos jogadores não são tão exigidos quanto os jogadores da Alemanha. Nós vimos uma seleção alemã com uma força e intensidade muito além do que poderíamos controlar. Mas isso foi importante para todos eles entenderem que não é apenas a nossa qualidade técnica que ganhará os jogos. Sei que muitos desses meninos querem ter a oportunidade de jogar em uma Premier League ou até mesmo a Bundesliga, e lá o nível é altíssimo” completou Erwin van de Looi.

Quem vem crescendo em todas as categorias de base da Holanda é Dani de Wit. Formado nas divisões de base do Ajax e atualmente nome forte no AZ Alkmaar, Dani de Wit parece ter colocado um ponto final em sua história na Holanda U21.

“Este é o fim de uma era para mim. Passei por praticamente todas as equipes jovens. Sempre foram jogos pelos quais eu ansiava jogar. Torneios lindos, coisas lindas vivi. Eu realmente gostei disso. Agora estou apenas pensando no que deixamos aqui. Queríamos mostrar mais e, eventualmente, ganhar o torneio, então a decepção é grande” fala Dani de Wit.

Dani de Wit e seus colegas viram o sonho da Eurocopa acabar e a grande missão de conquistar o título fracassar. Isso encerrou um ciclo que também se mostrou frutífero para os jovens holandeses.

“Nós fizemos uma jornada muito boa durante os últimos dois anos. Nós podemos contar nos dedos quantas partidas perdemos ao longo desses dois anos. Não somos a melhor equipe, isso ficou claro aqui, mas estamos construindo algo muito forte nas nossas categorias de base. Precisamos continuar competindo contra as grandes bases” disse Erwin van de Looi.

O treinador da Holanda U21 viu alguns nomes deixarem a sua seleção e serem convocados para a seleção de Frank de Boer. E é por isso que ele também olha para trás com muito orgulho do trabalho realizado.

“Lógico que queríamos ganhar, mas analisando o trabalho que desenvolvemos aqui, estamos no caminho certo. Diversos jovens jogadores passaram por nossas mãos nos últimos dois anos e hoje são nomes frequentes nas convocações de Frank de Boer. Isso mostra o quanto a qualidade do nosso trabalho é muito boa” finalizou Erwin van de Looi.

Confira também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *