Robben dá adeus, mas e Van Persie e Sneijder?

Podemos dizer que para esse trio que infernizou demais a vida de várias seleções, chegou ao seu fim

Com a saída de Robben, podemos afirmar que temos um ponto final em uma boa geração

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Na última terça, Arjen Robben fez seu último jogo com a camisa da Holanda. Diante da Suécia, a Oranje venceu por 2×0, com gols dele. Com a aposentadoria de Arjen Robben da seleção holandesa, parece chegar ao fim o ciclo de uma geração que deu muitas alegrias aos torcedores holandeses e aos amantes do futebol mundial.

Arjen Robben com 33 anos, confirmou sua saída da Holanda, com isso, podemos concluir que dificilmente outros dois grandes nomes dessa geração, vão ter a chance de vestir a camisa da seleção novamente. Wesley Sneijder (33) e Robin van Persie (34), ainda não anunciaram sua saída da Holanda, mas é improvável demais essa dupla voltar a defender as cores laranjas.

Esse trio ficou atuou junto na seleção desde 2003, e infernizaram demais a vida de muitos países ao longo desses 14 anos.

Abaixo, iremos passar a limpo a carreira desse trio usando a camisa da Oranje.

Arjen Robben

Em 2004, Robben estrou com a camisa da Holanda em jogos internacionais. Com apenas 20 anos, ele teve a chance de ajudar a Holanda na Eurocopa de 2004. Naquela época, o treinador da seleção, era Dick Advocaat que tinha pela frente uma safra muito forte de grandes jogadores. Nas quartas de finais daquela competição, Arjen Robben recebeu o aviso que iria bater a última penalidade para a Laranja, nas disputas de pênaltis contra a Suécia. O eterno camisa 11 converteu a finalização e classificou a Holanda para a fase seguinte.

Seis anos depois, Arjen Robben teve a chance de disputar a Copa do Mundo de 2010 com a camisa da Holanda. Naquela oportunidade, ele foi um dos principais nomes da jovem seleção que era comandada por Bert van Marwijk. Chegou a final daquela competição, junto com Sneijder e Van Persie, mas na final contra a Espanha, ele desperdiçou uma das maiores chances da sua carreira. Ficou de cara com Iker Casillas nos minutos finais da partida, mas o goleiro espanhol defendeu a finalização do atacante holandês, e não permitiu que o atacante se consagrasse.

O futebol é simplesmente sensacional, tanto que quatro anos depois, na Copa do Mundo no Brasil, ele teve a chance de meio que se vingar da Espanha em Copas do Mundo. Os Deuses do futebol fizeram com que Espanha e Holanda iniciassem a Copa do Mundo no mesmo grupo. O primeiro jogo do grupo, foi entre as duas equipes e a Holanda aplicou uma verdadeira goleada em cima dos espanhóis, vencendo por 5×1 e com um show à parte do trio Sneijder, Van Persie e Robben.

Robin van Persie

Sob o comando de Marco van Basten, Robin van Persie acabou sendo convocado para disputar a Copa do Mundo de 2006. A Oranje caiu em um grupo com Argentina, Costa do Marfim e Sérvia e Montenegro. Nessa fase de grupos, Van Persie marcou apenas um gol, que foi na partida contra a Costa do Marfim.

O melhor momento da carreira de Van Persie com a camisa Laranja, foi na Copa do Mundo de 2014, quando no Brasil, ele formou o trio ofensivo mais letal da competição mundial. Ao lado de Sneijder e Robben, ele levou a Holanda até a semifinal daquele mundial. Foi responsável por marcar um dos gols mais lindos daquela competição, quando na goleada diante da Espanha, ele recebeu um belo lançamento de Daley Blind, e de cabeça encobriu o goleiro Iker Casillas, que viu a bola morrendo no fundo das redes. Van Persie ficou conhecido como o “holandês voador”.

O centroavante holandês, atingiu a marca de 50 gols marcados com a camisa da Holanda, se sagrando o maior artilheiro da história da seleção holandesa.

Wesley Sneijder

Foi preciso ter apenas 19 anos, para chamar a atenção da comissão técnica holandesa na época, e ser convocado para, durante 14 anos, utilizar a camisa 10. Em 2003, ele foi acionado na partida contra a Escócia, pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2004, aonde ele deu três assistências e marcou seu primeiro gol com a camisa da Holanda.

O momento mais marcante da carreira de Sneijder com a camisa da Holanda, foi sem sombras de dúvidas, a partida entre Brasil e Holanda na Copa do Mundo de 2010, onde a Oranje saiu atrás no marcador, e virou com um lindo gol de cabeça de Wesley Sneijder. Ele com apenas 1.70, encontrou uma finalização de cabeça para ajudar a seleção a eliminar o Brasil e passar de fase.

Sneijder defendeu a Holanda em 132 partidas.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: