Single Blog Title

This is a single blog caption

Quem são os argentinos que já vestiram a camisa do AFC Ajax?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Nessa quinta, o AFC Ajax anunciou a contratação de Lisandro Magallán. O zagueiro de 25 anos é o sexto argentino na história do clube de Amsterdã. Lisandro Magallán chega com um contrato de quatro temporadas e meia.

Confira abaixo, quais os cinco argentinos chegaram antes de Lisandro Magallán.

Mariano Juan

O primeiro argentino que chegou no Johan Cruijff ArenA, foi o Mariano Juan. O defensor tinha apenas 20 anos quando desembarcou em Amsterdã no ano de 1996. Antes de começar a vestir a camisa dos Godenzonen, ele tinha sido campeão mundial com a Argentina Sub20.

A estreia de Mariano Juan com a camisa do AFC Ajax aconteceu no início da temporada, quando o AFC Ajax enfrentou o PSV Eindhoven pela SuperCopa da Holanda. Naquela partida, ele atuou ao lado de Frank de Boer, Danny Blind e John Veldman. Essa partida não deve ter fico na cabeça do defensor argentino, afinal de contas, os homens de Amsterdã perderam a partida por 3×0.

Naquela temporada, Mariano Juan faria 16 jogos na Eredivisie com a camisa do clube. Na temporada seguinte, Mariano Juan ainda estava defendendo o AFC Ajax e viu sua equipe se tornar campeã nacional, o problema é que Mariano Juan só teve a oportunidade de atuar durante 11 minutos contra o Sparta Rotterdam.

Foram apenas 21 jogos de Mariano Juan pelo AFC Ajax. Ele passou quatro temporadas sob contrato, na temporada 1998/99, ele foi emprestado ao Racing Club da Argentina. Após esse período, ele foi para a Espanha, aonde defenderia o Getafe CF.

Iván Gabrich

“O atacante que nunca cai”

Essa foi a forma na qual Iván Gabrich foi apresentado no início da temporada 1996/97. O centroavante veio do Newell’s Old Boys da Argentina e tinha uma expectativa muito grande em cima do seu futebol, o problema é que ele nunca marcou um gol se quer com a camisa do AFC Ajax.

Os boatos que circulavam na Holanda, era que Iván Gabrich não era um jogador de futebol, e sim um motorista de táxi. Outro problema é que depois desses 10 jogos defendendo os Ajacieden, ninguém sabia se ele era um jogador que atuava com a perna esquerda ou direita.

Iván Gabrich não teve uma boa passagem pelos clubes europeus. Depois que ele deixou o AFC Ajax, se tornou jogador do UD Mérida da Espanha e depois de 36 jogos pelo clube espanhol, finalmente ele marcaria o seu primeiro gol defendendo um clube europeu.

Antes de finalizar a carreira, ele voltou para a América do Sul, aonde defendeu clube do Brasil, Argentina e Chile.

Mauro Rosales

Após duas péssimas experiencias com jogadores argentinos, o AFC Ajax resolveu parar de apostar em atletas dessa nacionalidade, voltando a tentar uma nova aposta no início da temporada 2004.

Esse seria o segundo jogador que deixaria o Newell’s Old Boys para ser atleta do AFC Ajax.

Mauro Rosales chegou com mais moral do que seu antecessor, Iván Gabrich. O meia era peça frequente nas convocações da seleção da Argentina, tanto que ele foi peça fundamental para a classificação da sua seleção para a Copa do Mundo de 2006 na Alemanha.

Exatamente uma semana depois do clube anunciar a contratação de Mauro Rosales, o meia argentino já estaria fazendo sua estreia e foi diante do ADO Den Haag. Com o AFC Ajax, ele atuou em 91 jogos, marcando 12 gols. Vale lembrar que Mauro Rosales enfrentou sérios problemas de lesões em seu tornozelo.

Após sua passagem no AFC Ajax, ele voltaria para a Argentina, dessa vez para defender o Rive Plate. Mauro Rosales não tentaria atuar na Europa, tanto que jogou apenas na Argentina, Estados Unidos e Canadá.

Dario Cvitanich

Depois que Mauro Rosales foi embora em 2006, o AFC Ajax anunciou outro argentino, apenas em 2008, estamos falando de Dario Cvitanich.

O AFC Ajax desembolsaria 07 milhões de euros para tirar o atacante argentino do CA Banfield. Dario Cvitanich fez 13 gols em 30 partidas com a camisa do clube de Amsterdã.

Nos anos que Dario Cvitanich estava no AFC Ajax, o treinador era Marco van Basten, e muitos acreditaram que o treinador deveria ter dado mais chances ao argentino, fato esse que não aconteceu.

No ano de 2010, o AFC Ajax resolveu emprestar o atacante para o CF Pachuca do México e no ano seguinte, emprestou ao Boca Juniors da Argentina. Após esses empréstimos, Dario Cvitanich foi vestir a camisa do OGC Nice da França.

Nicolás Tagliafico

E o último jogador que precedeu a chegada de Lisandro Magallán, foi o lateral esquerdo, Nicolás Tagliafico. Em 2018, o AFC Ajax pagou apenas 04 milhões de euros para tirar o lateral do Independiente da Argentina.

Até hoje, Nicolás Tagliafico se provou ser o melhor argentino da história do AFC Ajax. Ele é uma peça fundamental no time titular de Erik ten Hag e tudo indica que dificilmente ele ficará no clube para as próximas temporadas.

Desde que Nicolás Tagliafico se juntou ao AFC Ajax, ele se tornou peça importantíssima na sua seleção nacional. O lateral do AFC Ajax defendeu a Argentina na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, além de ser capitão da seleção.

E o defensor já marcou duas vezes contra o AEK Atenas na UEFA Champions League e uma vez contra o Bayern München. Agora, uma das missões de Nicolás Tagliafico é garantir que Lisandro Magallán se sinta em casa na Johan Cruijff ArenA e possa desempenhar um belo futebol com a camisa do clube de Amsterdã.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: