Single Blog Title

This is a single blog caption

Quem foi até a Johan Cruijff Arena presenciou um verdadeiro espetáculo ao som de André Rieu

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quando o Ajax conquistou a Liga dos Campeões pela última vez, em 1995, um ritual singular aconteceu antes da semifinal contra o Bayern de Munique. Nascido em Maastricht, André Rieu já era um violinista renomado. E o holandês subiu ao gramado antes dos times, para que os torcedores apreciassem sua “Second Waltz”. Dizia-se na época que o esquadrão de Louis van Gaal jogava por música clássica. A presença de Rieu no Estádio Olímpico de Amsterdã era uma clara referência a isso e antecedeu outro espetáculo quando a bola rolou. Jari Litmanen comandou a goleada por 5 a 2, que confirmou a passagem dos Godenzonen à decisão contra o Milan – vencida com o gol de Kluivert em Viena.

Mais de duas décadas depois, a torcida do Ajax volta a se empolgar com o bom desempenho da equipe na Champions. Pois André Rieu mais uma vez seria convocado nesta quarta-feira. Novamente emocionou a multidão com seu violino. Foi uma cena de arrepiar. Sob as luzes dos celulares na Johan Cruijff Arena, enquanto os torcedores acenavam bandeiras, Rieu embalou a multidão. O ritmo do futebol do Ajax atualmente pode ser diferente, talvez mais semelhante a uma obra de Beethoven, por toda a sua intensidade. Mas outra vez os Godenzonen jogaram por música no primeiro tempo contra o Real Madrid, marcando forte e sufocando os adversários. Um bom presságio do passado, mesmo que o placar tenha beneficiado os merengues. A derrota por 2 a 1 machuca, mas a noite memorável levou os Ajacieden a outros tempos.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: