-

-

Koeman aposta no entrosamento para levar a Holanda de volta a Eurocopa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A KNVB recebeu a informação de que mais de 800 torcedores teriam se inscrito para assistir ao primeiro treinamento de 2019 da Holanda que seria aberto ao público, mas quando Ronald Koeman chegou ao campo de treinamento, pouco mais de 16h30, não havia nenhum torcedor nas arquibancadas. Isso aconteceu porque a policia pediu que a KNVB fechasse os portões devido ao atentado que ocorreu em Utrecht.

“É claro que esse assunto foi um ponto de discussão com os nossos jogadores, no treinamento dessa segunda. Nós lamentamos demais o ocorrido em Utrecht e queremos mandar nossos sentimentos para os familiares das vítimas” disse Ronald Koeman.

O treinamento aconteceu normalmente, afinal de contas, a seleção terá o primeiro compromisso de 2019 diante da Bielorrússia. A classificação para a Eurocopa de 2020 é o principal objetivo da “Era Ronald Koeman”.

“Depois de um bom tempo, nossa seleção irá encarar a sensação de favoritismo, situação na qual não enfrentamos na fase de grupos da Liga das Nações contra Alemanha e França” disse Ronald Koeman.

“As Eliminatórias para a Eurocopa vai começar e teremos oito jogos pela frente. Os dois primeiros compromissos vão ser diante da nossa torcida e precisamos demais somar seis pontos” completou o treinador.

Um fator no qual Ronald Koeman aposta muito é o entrosamento da sua equipe. O comandante Laranja usou seu primeiro ano no comando da Holanda para acertar alguns pontos fundamentais. O começo foi o estilo de jogo da sua equipe.

“Nós encontramos um sistema de jogo que tem totais condições de suportar qualquer adversário. Queríamos trabalhar para uma base fixa. Acredito que conseguimos esses dois primeiros objetivos. O grupo que convocamos nesse momento, é muito parecido com o que finalizamos 2018”

O treinador falou sobre as não convocações de Calvin Stengs, Wout Weghorst e Justin Kluivert.

“Nesse momento, Justin Kluivert ainda não conseguiu se firmar na AS Roma. Calvin Stengs estamos observando de muito próximo. A disputa entre Luuk de Jong e Wout Weghorst, ainda estamos querendo apostar em Luuk de Jong, ele vem conseguindo ter um excelente desempenho com a camisa do PSV Eindhoven. Wout Weghorst é muito jovem ainda e temos certeza que ele terá oportunidades em breve. Esperamos que ele consiga manter a forma na Alemanha”

A mensagem que Ronald Koeman deixa para todos aqueles jogadores é muito direta e clara: Pensemos na Holanda como um carro em movimento que corre em alta velocidade, quem está fora, terá que correr muito para acompanhar o carro e quem está dentro sabe que não poderá vacilar.

“Nós estamos muito bem servidos na defesa e no meio de campo. No ataque ainda temos alguns pontos de melhorias. Arnaut Danjuma Groeneveld e Javairô Dilrosun estão lesionados e deixaram boas impressões quando foram chamados”

Davy Pröpper ou Marten de Roon?

Depois de mais de quatro meses sem jogos, Ronald Koeman tem apenas três dias para treinar e montar seu time titular que jogará contra a Bielorrússia na quinta em Roterdã, no De Kuip. No primeiro treinamento de 2019, ele utilizou para reforçar alguns pontos importantes sobre o método de jogo da sua equipe. Após oito anos, a seleção holandesa tem de oito a nove jogadores que são considerados titulares absolutos. A grande discursão que fica é quem deverá completar o meio de campo ao lado de Frenkie de Jong e Georginio Wijnaldum, se Davy Pröpper ou Marten de Roon. O último jogador que atuou ao lado da dupla foi Marten de Roon que foi peça fundamental na vitória sobre a França e no empate sobre a Alemanha fora de casa.

“Posso dizer que tenho um problema de luxo para administrar” disse Ronald Koeman.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: