SuperCopa da Holanda

PSV 00 (05) x (06) 00 Feyenoord

Feyenoord vence a Johan Cruijff Schaal 2018/19

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O Feyenoord, atual vencedor da Copa da Holanda, levantou o troféu da Johan Cruijff Schaal (SuperCopa da Holanda) pela segunda temporada consecutiva e dessa vez em cima do PSV em Eindhoven.

Foram 120 minutos sem gols na partida e o jogo teve que ser decidido nas penalidades máximas. Foi a melhor oportunidade para a KNVB testar o sistema ABBA de cobranças de pênaltis. O Feyenood venceu por 6×5.

O primeiro tempo foi dominado pelo PSV que teve a maior posse de bola e as melhores chances de gols. Uma com Luuk de Jong e outra com Donyell Malen, ambas as chances de cabeça, mas as finalizações foram para fora.

A pressão do PSV ia aumentando com o passar do tempo e o zagueiro, Daniel Schawaab teve a chance de abrir o placar, mas a finalização foi muito fraca. Depois foi a vez de Robin van Persie deixar o grito de gol preso na garganta dos torcedores do Feyenoord. O centroavante recebeu um belo cruzamento de Sam Larsson, mas na hora de finalizar, ele não chegou com seu pé na bola.

O goleiro Jeroen Zoet teve mais trabalho ao longo do segundo tempo. Robin van Persie dominou dentro da grande área e tocou na esquerda para Sam Larsson que sem dominar rolou a bola para Calvin Verdonk que chegou batendo e colocando bastante efeito. A bola passou muito próximo da trave esquerda de Zoet.

Cada equipe teve mais uma chance clara de gol, uma foi com o mexicano Hirving Lozano para o PSV e a outra foi com Tonny Vilhena para o Feyenoord.

Nas penalidades, Jorrit Hendrix, José Angeliño e Pablo Rosario perderam as cobranças para o PSV e pelo lado do Feyenoord, Sam Larsson e Sofyan Amrabat não conseguiram converter as oportunidades. Sendo assim, o Feyenoord levantou a taça da Johan Cruijff Schaal.

Vale lembrar que para essa partida, Giovanni van Bronckhorst tinha perdido seu goleiro titular, Brad Jones que deixou o clube nessa última semana e o jovem, Justin Bijlow teve que assumir a titularidade do gol do Feyenoord. Ele será o goleiro do clube até o final da temporada, é o que adiantou o treinador do clube.

Nesse jogo, o PSV teve as estreias de Nick Viergever, José Angeliño e Denzel Dumfries, além do novo treinador, Mark van Bommel. Já o Feyenoord, colocou em campo um velho conhecido dos torcedores, Jordy Clasie. Ele foi o responsável por bater a última penalidade que garantiu o título ao clube de Roterdã.

“É um grande dia. É ótimo começar a temporada dessa forma. Acho que não foi apenas eu quem foi pego de surpresa com a saída de Brad Jones. Mas o futebol é isso, precisamos estar preparados, para que quando as chances apareçam, possamos dá conta. É um sonho ser titular e levantar uma taça com o clube que eu sou torcedor” disse o goleiro, Justin Bijlow.

Quem também falou foi o recém-contrato do Feyenoord, Jordy Clasie.

“Ter a chance de voltar para aonde tudo começou na minha carreira como jogador, é sensacional, e ainda mais retornar podendo bater o último pênalti, convertendo e sendo campeões, é sensacional. Não queríamos dá espaços para o PSV, principalmente no começo do jogo. Acredito que conseguimos fazer isso. No segundo tempo nosso time conseguiu se soltar mais. No final da partida, fomos coroados com a vitória nos pênaltis e o título”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: