Sparta Rotterdam 1x2 Vitesse

Lewis Baker deu a vitória para a equipe de Arnhem

Definido primeiro finalista da Copa da Holanda

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A temporada não está fácil nem para o Sparta Rotterdam e nem para o Vitesse. O time de Roterdã luta cada rodada para ir se distanciando da zona de rebaixamento, e o time de Arnhem busca se firma na zona dos Play-Offs para garantir uma vaga na Liga Europa.

As duas equipes se enfrentaram na última quarta, visando uma classificação para a final da KNVB Beker, ou mais conhecida como Copa da Holanda. O jogo aconteceu no Sparta Stadion Het Kasteel, e diante de sua torcida, o Sparta Rotterdam não conseguiu arrumar forças para bater a boa equipe do Vitesse. O time treinado por Henk Fraser, venceu por 2×1 e conquistou a vaga na final da KNVB Beker.

O time de Arnhem sabia que era o favorito para a partida, então desde o começo, buscou ditar o ritmo da partida e mostrar que realmente era a melhor equipe. Com apenas 07 minutos de jogo, a equipe já criou a primeira boa chance. Milot Rashica tocou para Kelvin Leerdam que sem dominar, chegou batendo na entrada da grande área, mas a bola foi para a linha de fundo. Aos 10 minutos, foi a chance do Sparta cria uma boa chance, quando o Vitesse tentou sair jogando a partir de sua defesa, Jerson Cabral roubou a bola e de frente para a grande área, chutou rasteiro, a bola passou rente a trave direita de Eloy Room.

Até então, tínhamos um jogo bastante equilibrado, as duas equipes só arriscavam algo com chances reais de ter êxito, caso contrário, os dois times ficavam apenas trocando passes e esperando algum erro na movimentação do time adversário.

Dois minutos depois, saiu o primeiro gol do Vitesse. Em cobrança de lateral, a bola chegou nos pés de Lewis Baker, o camisa 34 ajeitou a bola com a direita e mandou um foguete para o gol defendido por Roy Kortsmit, mas o goleiro levou um verdadeiro frango. Deixou entrar uma bola que ele poderia ter defendido, ou até espalmado para escanteio.

A única peça do Sparta Rotterdam que estava buscando infernizar a vida da defesa do Vitesse, era Jerson Cabral, o camisa 07 estava partindo para cima da defesa em todas as oportunidades que tinha. Aos 31 minutos, recebeu a bola na lateral direita, Arnold Kruiswijk tentou roubar a bola de Jerson Cabral, o camisa 07 deu um elástico para cima do camisa 06 do Vitesse, passou pelo marcador e finalizou sem ângulo, Eloy Room não teve dificuldades para defender a finalização do atacante.

Depois de fazer seu primeiro gol, o Vitesse tendeu a recuar mais, ficou apenas jogando nos erros do Sparta. O problema é que o Sparta Rotterdam chegava mais e mais na meta de Eloy Room. Aos 35 minutos, Denzel Dumfries arriscou de fora da grande área, a bola passou perto do gol dos visitantes.

Em cobrança de falta, aos 62 minutos, a bola foi na cabeça de Sherel Floranus, o zagueiro finalizou de cabeça, Eloy Room defendeu dando rebote, na sequência, a bola foi em cima de Martin Pusic, o camisa 09 totalmente sem jeito, finalizou, mas a bola foi para longe.

Aos 71 minutos, Adnane Tighadouini tocou para Milot Rashica que passou fácil demais pela defesa do Sparta, o camisa 07 ficou de frente com Roy Kortsmit, Milo Rashica tinha apenas o trabalho de escolher o lado que iria finalizar, mas na hora de chutar, ele escolheu demais, e a acabou finalizando muito mal, a bola morreu na linha de fundo. O Vitesse voltava a gostar mais do jogo, e quando o time de Arnhem resolvia jogar, a qualidade deles sobressaia em cima do time de Roterdã. E novamente Lewis Baker fez o dele, deixando a situação ainda mais confortável para os visitantes. Ele recebeu bom passe já dentro da grande área, e dessa vez sem ajeitar, emendou um belo chute, Roy Kortsmit não conseguiu nem chegar na bola, na realidade nem no chão o goleiro se jogou para tentar defender o forte chute do camisa 34.

Somente aos 73 minutos, o Sparta Rotterdam conseguiu chegar ao seu gol, quando em cruzamento na grande área, Guram Kashia tentou afastar o perigo, mas acabou mandando para o fundo do próprio gol. Esse gol fez a partida voltar a fica quente novamente. Aos 77 minutos, o Vitesse chegou com uma bola na trave de Roy Kortsmit. E aos 87 minutos, o lance mais polêmico da partida, quando a bola bateu no braço de Lewis Baker, o juiz da partida não marcou nada e mandou o jogo seguir.

Vitória confirmada e classificação assegurada para o time de Henk Fraser.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: