-

-

De Ligt: “Não foi apenas dinheiro que me trouxe para a Juventus”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Após a venda de Frenkie de Jong ao FC Barcelona no meio da temporada passada, todos as atenções voltaram para Matthijs de Ligt. O jovem zagueiro de apenas 19 anos era cobiçado por todos os clubes milionários da Europa e sua novela se arrastou até a última semana quando a Juventus e o AFC Ajax anunciaram um acordo e o zagueiro foi transferido para o clube italiano por 75 milhões de euros.

A última quinta e sexta foram bastante agitadas para o defensor holandês que precisou se apresentar ao clube italiano e fazer exames médicos. Mas mesmo assim, ele encontrou um tempo para falar sobre tudo que estava acontecendo consigo nos últimos dias.

“Eu estou muito feliz com essa oportunidade que recebi. O ideal seria ter assinado antes da pré-temporada começar, para já me preparar e me juntar ao novo clube. Mas estou feliz do mesmo jeito. É uma grande oportunidade e vestir a camisa da Juventus não é para qualquer jogador” disse Matthijs de Ligt.

Por que você escolheu a Juventus?

“Eu sou um zagueiro e nada melhor do que aprimorar meu futebol no país que revelou os maiores zagueiros da história do futebol mundial. Sei que aqui aprenderei demais. A Juventus é um clube enorme que conta com os melhores jogadores do mundo, não é à toa que Cristiano Ronaldo está aqui. Quando criança, eu era fã de jogadores como Baresi, Maldini, Cannavaro e Nesta. Aos sete anos, ganhei uma camisa da Juventus que tenho até hoje. O clube sempre me chamou muito atenção”

Quando você tomou a decisão?

“Muito foi dito nos últimos meses e chegou a soar como se eu estivesse fazendo um leilão para saber quem daria mais. Mas esse não foi o caso. Eu sempre disse a Mino Raiola que minha decisão será apenas tomada e posteriormente anunciada, quando a UEFA Champions League chegasse ao fim. Foi uma temporada sensacional com o AFC Ajax. É claro que Mino sempre me falava quando chegava interesse de algum clube. Após a Liga das Nações eu informei a Mino que queria defender a Juventus e ele começou a trabalhar para que isso acontecesse”

As histórias mais loucas sobre sua transferência vieram. Você conseguiu contornar tudo isso?

“Eu tentei me isolar ao máximo. Mas nem sempre a gente consegue. Em certo ponto, foi muito cansativo. A mensagem mais insana que eu li foi quando noticiaram que eu não queria ir para o Paris Saint-Germain FC, porque eu queria ganhar mais que Kylian Mbappé”

Muitas vezes era sobre dinheiro…

“Todos que me conhecem sabem que o dinheiro nunca me guiou e nunca irá me guiar, afinal de contas, se faço um bom trabalho, o dinheiro chegará até mim, é apenas uma consequência”

A parceria entre Matthijs de Ligt e Mino Raiola causa muitos problemas na Holanda?

“Em 2018, eu estava precisando profissionalizar ainda mais minha imagem e minha marca. Muitos apontaram o trabalho de Mino Raiola como ideal para a minha carreira. Foi a partir dali que começamos um relacionamento e lhe digo que um completamente o outro. Mino tem uma experiência absurda nessa área de negócios e isso fez com que a negociação da Juventus fosse a coisa mais fácil do mundo. Pode existir uma imagem negativa dele na Holanda, porém, pessoalmente não tenho nada o que falar de negativo sobre ele”

Você já se familiarizou com o futebol louco da Itália?

“A partir do momento em que eu deixei o avião na noite de terça, os torcedores já estavam enviando diversas mensagens para mim. É bom receber esse carinho enorme dos torcedores da Juventus”

Já houve algum encontro com o restante do elenco da Juventus?

“Pessoalmente ainda não conheci todos, mas a grande maioria já me enviou mensagens de boas-vindas. Cristiano Ronaldo relembrou a nossa conversa na final da Liga das Nações entre Holanda e Portugal”

Essa conversa teve alguma influência?

“Não, eu já tinha feito a minha escolha. Mas é claro que foi extremamente legal receber esse carinho de Cristiano Ronaldo”

Você sente uma pressão extra com os 75 milhões de euros que a Juventus pagou para contar com você?

“Acho que o valor não me incomoda de forma alguma. Estou em um dos maiores clubes do mundo, isso por si só já lhe deixa intimidado. Preciso fazer uma boa temporada agora. A Juventus pagou 75 milhões por tudo que eu fiz ao longo dos últimos anos. Preciso construir uma nova história” disse Matthijs de Ligt.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: