Single Blog Title

This is a single blog caption

AFC Ajax elimina Feyenoord e é o primeiro finalista da Copa da Holanda

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Depois de sofrer uma goleada por 6×2 no último De Klassieker, muitas coisas mudaram tanto para Feyenoord quanto para o AFC Ajax. Antes de chegarmos até o jogo dessa quarta que terminou com vitória do AFC Ajax por 3×0 e vaga garantida na final da TOTO KNVB Beker (Copa da Holanda) 2018/19, precisamos levantar alguns fatos que fizeram com que os Amsterdammers conseguissem se recuperar da goleada sofrida em janeiro para os Rotterdammers e garantirem uma vaga na final da competição em pleno De Kuip lotado com apenas torcedores do Feyenoord.

A goleada sofrida no dia 27 de janeiro fez com que o AFC Ajax repensasse várias situações, principalmente Erik ten Hag que entendeu que sua equipe precisava passar por algumas mudanças, caso contrário, o vexame poderia ser até maior diante do Real Madrid nas oitavas de final da UEFA Champions League 2018/19. Os jogadores começaram a se cobrar mais entre si, o capitão, Matthijs de Ligt foi um dos que até publicamente cobrou os seus companheiros de equipe. Erik ten Hag fez mais mudanças e testes ao longo dos jogos. Sem muita eficiência ao longo dos jogos, Kasper Dolberg e Klaas-Jan Huntelaar começaram a ficar ainda mais tempo no banco e Dušan Tadić foi utilizado para jogar de falso nove. David Neres voltou a ganhar mais oportunidades no time titular e hoje é titular absoluto ao lado de Dušan Tadić e Hakim Ziyech. Até mesmo Hakim Ziyech foi testado como meia de criação na vitória do AFC Ajax diante do ADO Den Haag por 5×1 em Haia. Aos poucos o time foi se reencontrando na temporada e chegaria mais forte do que nunca no De Klassieker dessa quarta.

Por outro lado, o Feyenoord continuava sua instabilidade enorme dentro dessa temporada. Após uma grande exibição diante do AFC Ajax no De Klassieker,    o clube perdeu para o SBV Excelsior na rodada seguinte fora de casa por 2×1. Isso atestava ainda mais os altos e baixos que o clube vivia até mesmo dentro de uma semana. O que estava dando um alento para todos é que em clássicos nessa temporada, o Feyenoord conseguia se transformar de uma forma sem igual, tanto que no final de semana que antecedeu esse duelo, o Feyenoord foi até o Philips Stadion enfrentar o PSV Eindhoven e conseguiu um empate em 1×1 mesmo com um jogador a menos.

Para esse jogo, Giovanni van Bronckhorst tinha uma grande dúvida, ele não sabia se escalava Nicolai Jørgensen e Robin van Persie juntos ou apenas um dos dois. Pois bem, o que se viu foi um Robin van Persie no comando do ataque ao lado de Sam Larsson e Steven Berghuis. Na defesa, Giovanni van Bronckhorst enfrentava um dos seus maiores problemas, afinal de contas, vários jogadores não tinham condições de jogo ou por estar suspenso, como foi o caso de Sven van Beek, ou voltando de lesão, como foi o caso do brasileiro, Eric Botteghin. Ele escalou Jerry St. Juste na defesa. A dupla de defensores foi formada por Jan-Arie van der Heijden e Cuco Martina.

Já pelo lado do AFC Ajax, Erik ten Hag fez apenas uma mudança no time titular que venceu o ADO Den Haag por 5×1 no Cars Jeans Stadion. Lasse Schöne voltou ao time titular na vaga de Kasper Dolberg, com isso, Hakim Ziyech foi deslocado para atuar na ponta direita novamente, formando trio de ataque com Dušan Tadić e David Neres.

Com menos de 04 minutos de jogo, André Onana mandou um belo lançamento. A bola passou por cima da defesa do Feyenoord e Dušan Tadić saiu na cara de Kenneth Vermeer, o problema é que a bola a correu demais e o goleiro conseguiu segurar a bola.

Aos 08 minutos, o Feyenoord cobrou lateral rápido e teve a primeira grande chance da partida. Robin van Persie recebeu no meio de campo e precisou de apenas um toque na bola para deixar Sam Larsson na cara de André Onana. O atacante Rotterdammers finalizou na trave esquerda do goleiro camaronês. Na sequência da jogada, Steven Berghuis dominou a bola e finalizou de fora da grande área. A bola passou à direita de André Onana.

O Feyenoord começava a partida dominando as ações do jogo e o AFC Ajax buscava se encontrar defensivamente para segurar a pressão dos donos da casa. Aos 09 minutos, em boa jogada do Stadionclub, Tonny Vilhena venceu de Daley Blind na velocidade e tocou para Robin van Persie no meio da grande área. O experiente centroavante tinha todo o gol do AFC Ajax sem goleiro. Na finalização, ele chutou muito baixo e Matthijs de Ligt apareceu com sua perna direita para salvar o que poderia ser o primeiro gol dos donos da casa.

Após passe errado de David Neres no ataque, o Feyenoord armou outro contra-ataque que poderia ter resultado em gol. Robin van Persie recebeu a bola na ponta esquerda e trouxe para cima de Noussair Mazraoui. O centroavante holandês finalizou para o gol de André Onana, mas a bola acabou desviando no lateral-direito do AFC Ajax e indo para fora.

O AFC Ajax só conseguiu começar a trabalhar a posse de bola e levar perigo ao gol de Kenneth Vermeer aos 19 minutos. Matthijs de Ligt acionou Noussair Mazraoui na ponta direita. O lateral-direito tocou por cima dos dois marcadores para Hakim Ziyech. O meia marroquino tocou no meio da grande área para Donny van de Beek que finalizou sem dominar. A bola tomou o caminho do gol de Kenneth Vermeer, mas no meio do caminho apareceu o pé de Cuco Martina e foi para escanteio.

Aos 42, foi a vez do AFC Ajax mandar na trave. Hakim Ziyech recebeu na entrada da grande área. Ele ajeitou para sua perna esquerda e finalizou sem colocar muita força. A bola bateu na trave direita de Kenneth Vermeer e morreu na linha de fundo.

O primeiro gol do jogo saiu aos 45 minutos, mais tudo começou quando Dušan Tadić recebeu belo passe de calcanhar de David Neres na grande área. O atacante sérvio dominou dentro da grande área e quando estava se preparando para chutar, Jordy Clasie chegou de carrinho e derrubou o atacante dentro da grande área. O problema é que Kevin Blom marcou escanteio, mesmo a bola batendo por último em Dušan Tadić. Foi uma sucessão de erros, primeiro não marcou a penalidade em cima do atacante sérvio e na sequência, ele marcou escanteio para o AFC Ajax, mesmo a bola batendo por último em Dušan Tadić. Na sequência da jogada, Hakim Ziyech cobrou escanteio e Matthijs de Ligt finalizou de cabeça com uma violência sobrenatural, sem chances de Kenneth Vermeer fazer qualquer tipo de defesa.

Após esse lance, Kevin Blom apitou o final do primeiro tempo.

No começo do segundo tempo, o AFC Ajax chegaria ao seu segundo gol. Aos 48, Nicolás Tagliafico chutou de muito longe. A bola bateu nas costas de Jerry St. Juste e foi para escanteio. Na cobrança, Lasse Schöne mandou para a grande área. A bola foi desviada no primeiro pau e depois de tanto bate-rebate dentro da grande área, a bola sobrou para o lateral-esquerdo argentino, Nicolás Tagliafico que finalizou de perna direita para o gol de Kenneth Vermeer. O goleiro foi pego completamente de surpresa e nem se mexeu após a finalização.

Com o 2×0 no placar, o AFC Ajax mandava na partida, mesmo assim, proporcionou espaços para o Feyenoord que quase descontou aos 60 minutos. Jerry St. Juste tocou para Jens Toornstra que entrou na grande área completamente sem marcação, mas na hora de finalizar, chutou para muito longe do gol de André Onana.

O terceiro e último gol dos Godenzonen foi o mais belo da partida. Tudo começou com uma roubada de bola de Noussair Mazraoui na lateral-direito. Ele tocou para Dušan Tadić que de primeira tocou voltando para Hakim Ziyech. O meia marroquino também precisou de apenas um toque na bola para colocar ela nos pés de David Neres. O atacante brasileiro dominou a bola e virou em direção ao gol de Kenneth Vermeer. Ele tocou para Hakim Ziyech. O camisa 22 do AFC Ajax passou por Jens Toornstra e tocou de volta para David Neres. De calcanhar, David Neres tocou novamente para Hakim Ziyech que com dois toques na bola serviu para Donny van de Beek finalizou rasteiro para o fundo das redes dos Rotterdammers.

Aos 69, os jogadores do Feyenoord reclamaram de pênalti. Calvin Verdonk finalizou de fora da grande área. Matthijs de Ligt apareceu na frente da bola, mas ela bateu no seu braço direito. Kevin Blom fez vista grossa e mandou o jogo seguir.

Quando tomou o terceiro gol, Giovanni van Bronckhorst resolveu mexer no time. Robin van Persie saiu para entrar Nicolai Jørgensen aos 66. Aos 73, Calvin Verdonk deu lugar a Ridgeciano Haps.

Erik ten Hag começou a mexer apenas aos 79, quando resolveu tirar David Neres e colocar um centroavante de oficio, Kasper Dolberg. Assim que entrou em campo, o centroavante dinamarquês já finalizou com perigo para o gol de Kenneth Vermeer.

O AFC Ajax dominava por completo o Feyenoord e teve a última boa chance do jogo. Hakim Ziyech recebeu na esquerda e cruzou baixo para Zakaria Labyad que chegou finalizando, mas o meia marroquino mandou para fora.

Essa derrota faz com que o Feyenoord olhe apenas para a Eredivisie nessa temporada. As chances de título do clube na Eredivisie são praticamente remotas. O próximo compromisso da equipe é diante do FC Emmen no De Kuip no domingo.

Já o AFC Ajax terá praticamente uma semana de descanso até enfrentar o Real Madrid na próxima terça. Isso aconteceu, porque a KNVB alterou a data do duelo contra o PEC Zwolle que aconteceria no próximo sábado, visando dá mais tempo na preparação da equipe para o duelo contra os espanhóis pelas oitavas de final da UEFA Champions League 2018/19.

Esse foi o jogo de número 142 entre as duas equipes com 67 vitórias do AFC Ajax contra 36 do Feyenoord e 39 empates. Contando apenas jogos da TOTO KNVB Beker (Copa da Holanda), o AFC Ajax estava em desvantagem, mas com essa vitória, deixou o confronto todo igual. Foram 11 duelos, com 05 vitórias para cada lado e um empate. A última vez que as duas equipes tinham se encontrado em um jogo dessa competição foi em 2015 e terminou com classificação e vitória do Feyenoord. A última vez que o AFC Ajax eliminou o Feyenoord no De Kuip em um jogo de TOTO KNVB Beker (Copa da Holanda) foi em 2010.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: