Single Blog Title

This is a single blog caption

AFC Ajax é humilhada pelo Feyenoord em Roterdã

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

No jogo mais aguardado da rodada, o clássico em Roterdã entre Feyenoord e AFC Ajax, mais conhecido como “De Klassieker”. As duas equipes vinham de uma classificação para a semifinal da Copa da Holanda no meio de semana e já entravam em campo, sabendo que esse não seria o último clássico da temporada, afinal de contas, no sábado à noite, a KNVB divulgou os confrontos das duas semifinais e ambos vão ser encontrar em uma delas no mês de fevereiro.

E como já era esperado, o jogo teve várias emoções ao longo dos noventa minutos e quem levou a melhor foram os homens de Giovanni van Bronckhorst que saíram de campo com uma vitória por 6×2. Isso mesmo caro leitor, você não leu errado, o Feyenoord venceu o De Klassieker por 6×2.

Mas, antes de entrarmos no jogo em si, vamos falar como Giovanni van Bronckhorst e Erik ten Hag armaram suas equipes para o duelo desse domingo.

Pelo lado do Stadionclub, Giovanni van Bronckhorst mexeu em duas posições. Na zaga, Jan-Arie van der Heijden deu lugar a Eric Botteghin. O treinador também mexeu no sistema ofensivo que venceu o Fortuna Sittard no meio de semana pela Copa da Holanda. Nicolai Jørgensen perdeu a vaga de centroavante para Robin van Persie que deixou de fazer a função de meia armador nessa partida, e foi escalado como centroavante do Feyenoord.

Erik ten Hag também mexeu em duas posições. No duelo diante do SC Heerenveen no meio de semana, a equipe começou com Rasmus Kristensen na lateral-direito, mas o treinador preferiu colocar Noussair Mazraoui como o ala pela direita. Klaas-Jan Huntelaar voltou ao banco de reservas e Kasper Dolberg assumiu o comando do atacante dos Ajacieden. Vale lembrar que na lateral-esquerdo, Erik ten Hag não teve condições de contar com Nicolás Tagliafico que segue se recuperando de uma lesão.

Para esse jogo, tivemos a presença do atual treinador da Holanda, Ronald Koeman. Ele esteve presente para acompanhar o De Klassieker.

O AFC Ajax só conseguiu jogar durante os primeiros 15 minutos, e foi de forma avassalador, da maneira que Erik ten Hag mais gosta. O clube de Amsterdã partiu para cima, pressão alta, o Feyenoord não esperava e não conseguia nem mesmo trocar dois passes na sua área. Aos 07 minutos, Eric Botteghin derrubou Kasper Dolberg na entrada da grande área. Danny Makkelie marcou falta imediatamente. Na cobrança, Hakim Ziyech e Lasse Schöne na bola, mas quem bateu e mandou no ângulo de Kenneth Vermeer foi o meia dinamarquês. Lasse Schöne cobrou de forma perfeita, sem chances de defesa para o ex-goleiro do AFC Ajax. O gol que iria calando o De Kuip. Um fato curioso, era que contando com esse clássico e os últimos dois, todos os gols saíram com menos de 15 minutos de jogo e sempre em cobrança de bola parada por parte do AFC Ajax. Dois gols foram feitos por Lasse Schöne e outro por Ricardo van Rhijn que hoje está no AZ Alkmaar.

No minuto seguinte ao gol do AFC Ajax, o sistema defensivo do Feyenoord bateu cabeça e quase que Kasper Dolberg faria o segundo dos visitantes, mas acabou finalizando em cima do defensor brasileiro, Eric Botteghin.

Na primeira chegada do Feyenoord, o Stadionclub chegou ao gol do empate. Steven Berghuis recebeu na ponta direita e cruzou baixo para o meio da pequena área. Jens Toornstra dominou de forma sensacional, já ajeitando a bola. O camisa 28 ficou de cara com André Onana e tocou na saída do goleiro camaronês que nada mais conseguiu fazer.

Aos 31 minutos, o Feyenoord trocou passes de forma envolvente. O AFC Ajax não viu a cor da bola, e em passes e movimentações em alta velocidade, a bola parou nos pés de Steven Berghuis na pequena área que precisou chutar duas vezes para vencer André Onana e marcar o segundo gol dos donos da casa.

Três minutos depois de tomar a virada, o AFC Ajax chegou ao gol do empate e deu uma sobrevida a equipe. Em jogada individual de Hakim Ziyech. Ele adentrou na grande área do Feyenoord e finalizou, Kenneth Vermeer deu rebote nos pés de Donny van de Beek que finalizou também, o goleiro defenderia mais uma vez e Hakim Ziyech chegou para completar e finalmente estufar as redes dos donos da casa pela segunda e última vez na partida.

Mesmo com o empate nas mãos, o AFC Ajax demostrava está perdido em campo, e o Feyenoord ia aproveitando isso, partindo para cima e criando ainda mais perigo a meta de André Onana. O sistema defensivo dos Ajacieden demostrava muitas falhas e desatenções ao longo dos 90 minutos.

Quando o primeiro tempo se encaminhava para terminar empatado em 2×2, Robin van Persie começou seu show particular. Jens Toornstra recebeu perto da entrada da grande área e tocou para Robin van Persie que entrava livre na área de André Onana. E como diria o ditado: “O artilheiro nunca morre”. Robin van Persie finalizou com muita violência para o fundo das redes do AFC Ajax.

Mesmo com vários problemas defensivos, Erik ten Hag não mexeu na sua equipe para o segundo tempo. Se quem estava cheio de problemas para corrigir não mexeria na equipe no intervalo, quanto mais o Feyenoord que estava ganhando a partida e com vontade de querer mais.

As coisas iriam piorar ainda mais para o AFC Ajax. Aos 56 minutos, Steven Berghuis cruzou para a grande área. Robin van Persie apareceu entre os dois zagueiros do AFC Ajax e deu um leve toque na bola para ela encontrar o ângulo esquerdo de André Onana.

Aos 75 minutos, o AFC Ajax perdeu a dividida duas vezes no meio de campo. Nicolai Jørgensen acionou Jens Toornstra na ponta direita. O camisa 28 levou a bola até a entrada da grande área e cruzou para o meio da pequena área. A defesa do AFC Ajax não cortou e sobrou para Tonny Vilhena escorar para o fundo das redes. Não percam a contagem, nessa altura, o Feyenoord já venceria a partida por 5×2.

O último gol saiu com Yassin Ayoub aos 84 minutos. O meia marroquino finalizou de fora da grande área e mandou no canto esquerdo de André Onana.

Com essa vitória, o Feyenoord chegou aos 39 pontos e diminuiu a desvantagem para o segundo colocado que é o AFC Ajax, para oito pontos. O próximo compromisso do Feyenoord é diante do SBV Excelsior, mais um clássico, mas dessa vez é um clássico da cidade de Roterdã.

Já o AFC Ajax, conhece sua segunda derrota na temporada e novamente em um clássico holandês. Essa derrota prejudicou demais a vida do clube na Eredivisie 2018/19, afinal de contas, o time tinha empatado semana passada contra o SC Heerenveen e perdeu a chance de assumir a liderança. O clube viu a desvantagem que era de apenas dois pontos aumentar para cinco. Erik ten Hag terá uma semana inteira livre para digerir essa derrota junto com seus jogadores e dá uma resposta no próximo final de semana, aonde o AFC Ajax jogará contra o VVV-Venlo pela 20º rodada da Eredivisie 2018/19.

Esse foi o jogo de número 144 entre as duas equipes, com 66 vitórias para o AFC Ajax contra 36 do Feyenoord e 39 empates. Com essa vitória, o Feyenoord derrubou um tabu que estava durando desde 2015, aonde o clube de Amsterdã não perdia para o Stadionclub desde então.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: