.

.

Quais vão ser os desafios de Koeman em 2019?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Mas se Memphis Depay se deparar com uma lesão em 2019? Ou até mesmo Frenkie de Jong? Nesse cenário, Ronald Koeman terá um problema extremamente grave. Em várias posições, a Holanda de Ronald Koeman tem alternativas do mesmo nível que as peças do time titular. Caso Frenkie de Jong saia da seleção por causa de lesão, é bem provável que Ronald Koeman opte por retornar ao esquema com três zagueiros e acionar Stefan de Vrij.

Pois bem, separamos alguns cenários que possível Ronald Koeman terá que se deparar em 2019.

Transferências

Existe uma boa chance de nomes como Frenkie de Jong, Matthijs de Ligt, Denzel Dumfries, Tonny Vilhena e Steven Bergwijn deixem a Eredivisie para a temporada 2019/20, ou seja, teremos uma nova Eredivisie, com clubes completamente diferentes.

Quase todos os nomes que citamos acima, vão deixar a Eredivisie para continuar vestindo a camisa de clubes grandes, mas em ligas mais fortes. Mas, alguns questionamentos vão surgindo.

Caso Matthijs de Ligt deixe o AFC Ajax para clubes como Manchester City ou FC Barcelona, quanto tempo ele precisará para conseguir se firma no time titular? Ou melhor, será que ele conseguirá se firmar?

É sensato Denzel Dumfries deixar o PSV Eindhoven para atuar em um clube como, por exemplo, o Watford? Ou é melhor ele esperar mais, até que um clube maior possa lhe fazer uma proposta?

Todos os cenários apontam que a maioria desses grandes nomes que estão fazendo uma bela campanha com a Holanda nesse final de 2018 vão deixar seus atuais clubes e rumar para novos desafios, como é o caso, até mesmo, de Memphis Depay, dificilmente ele vá continuar vestindo a camisa do Lyon por muito tempo.

Expectativas para 2019

Depois de não conseguir uma vaga na Euro de 2016 e na Copa da Rússia, a Holanda chegava para 2018 com um cenário de terra arrasada. Para completar, quando saiu o sorteio da UEFA Nations League, a Holanda viu que ficaria no mesmo grupo que França e Alemanha. As duas últimas campeãs do mundo. Quão ruim isso poderia ser?

Mas depois de superar todos as expectativas em 2018, muito pela chegada de Ronald Koeman no comando da seleção, a Oranje bateu Alemanha e França e garantiu uma vaga na Final Four da UEFA Nations League para 2019. Agora, todos voltaram a olhar para os comandados de Ronald Koeman com outros olhos.

No próximo dia 03 de dezembro, a Holanda conhecerá seu grupo nas Eliminatórias para a Euro de 2020. A sua maior missão nesse primeiro momento, é conquistar uma vaga na próxima edição da Eurocopa.

Continuar a inspirar

Outra grande tarefa de Ronald Koeman para 2019 é continuar motivando seus jogadores em busca dos grandes objetivos, inicialmente traçados.

Para isso, Ronald Koeman já convidou atletas de outros esportes para conversar com os jogadores da Holanda, como Michael van Gerwen. Ele foi até a concentração holandesa para conversar com os jogadores e tentar motivá-los ainda mais.

“Eu quero convidar ainda mais atletas vencedores de outros esportes, para conversar com os nossos jogadores” disse Ronald Koeman.

Continuar a desenvolver táticas de jogo

Imagine o seguinte cenário: No dia 25 de março de 2019, o primeiro jogo contra a Holanda nas Eliminatórias para a Euro de 2020 é contra a macedônia em Escópia. Todos os jogadores holandeses tentam furar uma barreira muito bem montada para achar o gol da vitória. Os torcedores locais fanáticos gritam músicas de apoio a sua seleção, uma chuva incrivelmente forte e um vento ainda mais forte. Esse foi o cenário que a Holanda enfrentou em 2004 quando era comandada por Marco van Basten.

Ronald Koeman precisará montar estratégias para esse tipo de confronto. Um jogo de combinação, mudanças de posições, troca de passes em alta velocidade. São esses tipos de equipes que a Holanda encontrará nas Eliminatórias para a Euro.

No primeiro semestre de 2018, a Holanda foi muito mais reativa do que qualquer outra coisa, afinal de contas, era começo de trabalho de Ronald Koeman que chegava com a intenção de arrumar a defesa para fazer com que a equipe parasse de sofrer gols. Já no segundo semestre, a Holanda começou a propor jogos e saiu do esquema com três zagueiros, para um esquema com três atacantes.

“Contra a Alemanha, nós vimos que ainda precisaremos melhor muito. Ainda não estamos no nível que queremos e isso faz parte do processo de renovação” disse Virgil van Dijk.

Gerenciamento do banco de reservas

Ronald Koeman já tem em sua mente o time titular ideal da Holanda e no banco de reservas, ele já sabe alguns jogadores que ele terá condições de contar. O “problema” é que ele terá que dá chances a novos nomes para ir montando tanto o time titular ideal quanto o banco perfeito.

Todos os jogadores holandeses querem fazer parte do time de Ronald Koeman, mesmo estando apenas no banco de reservas. Por exemplo, será que Kevin Strootman terá espaço novamente com o atual comandante holandês?

Parece que da camisa 12 até a camisa 20, Ronald Koeman já tem em sua cabeça os nomes que vão sempre ser convocados, ou seja, cada convocação, no máximo três novos nomes podem surgir.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: