Confira as notas de Holanda e Alemanha

Depay e Van Dijk foram os principais nomes

Notas: Holanda 3 – 0 Alemanha

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A Holanda venceu a Alemanha por 3×0 pela Liga das Nações. Abaixo, confira as notas para todos os jogadores que vestiram a camisa Laranja diante dos alemães.

Jasper Cillessen: Nota 7.5

O goleiro foi impecável em tudo que ele fez ao longo da partida. Thomas Müller teve uma grande oportunidade de marcar para a Alemanha, mas Jasper Cillessen não deixou que isso acontecesse. Ele não teve muito trabalho durante os 90 minutos, mas os poucos momentos que ele precisou ser acionado, ele teve que mostrar “serviço”.

Denzel Dumfries: Notas 7.5

Uma boa estreia de Denzel Dumfries com a camisa da Holanda. O lateral direito do PSV pode ter deixado uma dúvida na cabeça de Ronald Koeman para a próximas convocações. É bem verdade que em alguns momentos da partida, o defensor deixou a desejar, principalmente com os avanços de Leroy Sané, mas em suma, ele mostrou ter qualidade para ajudar demais a Holanda nessa nova caminhada.

Daley Blind: Nota 6.5

Em alguns momentos mostrou desatenção com a partida, e isso poderia ter custado a vitória da Holanda. Poucas foram as vezes que ele avançou ao ataque, mas foi fundamental no segundo gol holandês. Com acumulo de funções dentro de campo, Daley Blind certamente poderá ser testado mais vezes, nas próximas convocações, especialmente no meio de campo, aonde demostrou ser ainda mais útil ao time.

Matthijs de Ligt: Nota 6.0

Não foi uma das melhores partidas com a camisa da Holanda, mas mostrou toda a sua qualidade. Dificultou bastante a vida dos atacantes da Alemanha. Todos sabemos que ele tem muito a dá, mas nessa partida, deixou um pouco a desejar.

Virgil van Dijk: Nota 8.0

No começo da partida, ele parecia meio perdido dentro de campo, mas após marcar o gol, tudo começou a dá certo para o capitão e zagueiro holandês. Depois do intervalo, ele voltou ainda mais forte e concentrado, e todas as bolas que chegavam na grande área, Virgil van Dijk não teve problemas para desarticular o sistema ofensivo dos visitantes.

Marten de Roon: Nota 7.0

Foi um jogador discreto na partida, porém isso não quer dizer que ele não faria falta se em campo não estivesse, pelo contrário, fez todo o trabalho de suporte ao sistema defensivo da Holanda. Ele se mostrou ser uma opção melhor que Kevin Strootman vinha sendo.

Frenkie de Jong: 7.5

Os interessados em Frenkie de Jong não ficaram desapontados com que viram na Johan Cruijff ArenA. No começo do duelo, ficou muito tímido, mas aos poucos foi se soltando e mostrando sua qualidade, arriscando passes mais complicados. Acertou mais passes do que qualquer outro jogador em campo. Ronald Koeman optou por tirá-lo na segunda etapa.

Georginio Wijnaldum: Nota 07

Fez um jogo bastante tranquilo. Soube cadenciar a partida quando a Alemanha vinha para cima. Se espera mais de Georginio Wijnaldum, afinal de contas, ele é peça fundamental no Liverpool.

Steven Bergwijn: Nota 6.0

Não foi a estreia dos sonhos, mas ele demostrou muita velocidade e comprometimento ao longo do tempo que em campo ficou. Muito ainda se espera dele, e dificilmente Ronald Koeman não lhe chamará nas próximas convocações.

Ryan Babel: Nota 7.0

Quando menos se espera de Ryan Babel, é nesse momento que ele mais aparece. Ryan Babel vem se tornando uma peça muito importante na escalação de Ronald Koeman. O atacante atuando pela esquerda, ajuda e muito o lateral, sempre subindo e descendo. Não foi diferente na vitória desse sábado.

Memphis Depay: Nota 8.5

A grande esperança de coisas boas no ataque holandês, está nos pés de Memphis Depay. Assim como aconteceu contra o Peru, Memphis Depay foi a principal força de ataque da Holanda e desempenhou papel fundamental nos três gols.

Arnaut Danjuma Groeneveld: Nota 5.0

Com o pouco tempo em campo, ele não conseguiu mostrar muitas coisas, mas deu para criar esperanças com as poucas jogadas que ele fez.

Quincy Promes: Nota 5.0

Sua intensidade e velocidade foram muito importantes para deixar o sistema defensivo alemão preocupado, tanto que a Holanda chegou aos outros dois gols, com sua ajuda.

Nathan Aké: Nota 5.0

Também teve pouco tempo de jogo, mas soube administrar sua função para não comprometer a equipe.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: