Gertjan Verbeek dá entrevista exclusiva para a emissora "NOS"

Após a sua demissão, é a primeira vez que o ex-treinador do FC Twente resolveu falar

Gertjan Verbeek: “Fui ameaçado de morte várias vezes”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O trabalho de Gertjan Verbeek com o FC Twente durou apenas 150 dias. Um trabalho que teve mais momentos ruins do que bons. O treinador não conseguiu fazer com que seu trabalho rendesse em Enschede.

“Eu fui ameaçado várias vezes de morte, por meio das redes sócias” disse o ex-treinador do clube.

Após a sua saída do FC Twente, ele falou pela primeira vez com exclusividade para o jornal holandês “NOS”.

O ex-treinador do clube abriu o jogo sobre tudo que aconteceu ao longo dos 150 dias que ele comandou o FC Twente a beira do gramado. A péssima relação de trabalho que existia com alguns jogadores e as ameaças recebidas constantemente.

Segundo Gertjan Verbeek, o rebaixamento do FC Twente não foi construído nessa temporada.

“Todos sabiam dos problemas que o clube enfrentava antes do começo da temporada. As graves crises financeiras penalizaram demais o clube e principalmente o time dentro de campo. Todo e qualquer profissional que passou pelo clube, teve sua parcela de culpa”

História de péssimos relacionamento com os jogadores do elenco, vazaram após a sua saída do clube.

“Muitos jogadores estavam insatisfeitos com a situação do clube. Havia sim, um racha dentro do elenco. Muitos ali dentro, fizeram corpo mole”

Ele fala que existe pessoas dentro do clube, que não mereciam passar o que o clube estava passando.

“Ali existem profissionais exemplares, pessoas que de maneira alguma merecem passar pela situação que estão passando atualmente”

Sobre as ameaças de mortes, Gertjan Verbeek explica que tanto ele quanto sua namorada, sofreram bastante com isso ao longo da sua passagem pelo clube.

“Minha namorada recebeu várias ameaças de morte. Não poderia ser diferente, ela está bastante assustada, tanto que quando sai na rua, fica com muito medo. Isso não pode acontecer no futebol. Eu, assim como todos que ali estavam, não estavam brincando, todos buscavam ajudar o clube a fugir de um possível rebaixamento que foi confirmado ao final da temporada”

Após essa última experiência como treinador de futebol, Gertjan Verbeek afirma que busca atuar no futebol em outras frentes, como diretor de futebol.

O treinador de 55 anos, afirma que quer pegar trabalhos a longo prazo, para criar uma cultura dentro do clube.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: