Cinco pontos que determinaram o rebaixamento do FC Twente

Clube trocou de treinadores em duas oportunidades ao longo da temporada

O rebaixamento do FC Twente

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Na temporada 2009/10, o FC Twente foi o campeão da Eredivisie e após oito temporadas, a equipe sentiu o gosto de ter que retornar para a Jupiler League.

Mas a pergunta que fica é o que o clube fez de errado ao longo dessa temporada, para culminar no seu rebaixamento. Nós destacamos cinco pontos fundamentais que explicam o rebaixamento do campeão da Eredivisie de 2009/10.

01 – O pior início de temporada de todos

No começo da temporada, o FC Twente começou perdendo as quatro primeiras rodadas para o Feyenoord, VVV-Venlo e PEC Zwolle. A equipe jogou contra o Sparta Rotterda fora de casa e acabou encontrando uma equipe mais bem preparada e viu a quarta derrota consecutiva acontecer.

Na entrevista após esse jogo, o então treinador do clube, René Hake tentou se manter positivo.

“Nosso time mostrou uma evolução. Nós jogamos contra uma boa equipe que é o Sparta. Ainda temos mais 30 rodadas pela frente, vamos manter o nosso foco”

02 – Demissão de René Hake após oito rodadas

Após mais quatro rodadas, o time tinha vencido apenas dois jogos e perdido mais duas partidas. A derrota fora de casa para o Willem II foi fundamental para tirar René Hake do cargo de treinador do clube. O próprio treinador reconheceu o péssimo desempenho da sua equipe.

“Foi um verdadeiro fracasso esse começo de temporada”

O diretor de futebol Jan van Halst falou: “Os fatos são que disputamos oito jogos e perdemos seis e ganhamos apenas duas partidas. São seis pontos somados em 24 disputados. Nosso time não demostrava nenhuma evolução mais com René Hake”

Naquele momento, o FC Twente já ocupava a 15ª colocação e a diretoria do clube anunciou imediatamente o nome de Gertjan Verbeek como novo treinador do clube.

03 – O ano de 2018 começa da pior maneira possível

O final do ano de 2017 já finalizava meio que tenebroso para os Tukkers. A equipe vinha de uma vitória no dia 12 de dezembro diante do NAC Breda em Breda. Naquele mesmo mês, o time eliminou o Ajax pela Copa da Holanda.

O problema é que a equipe acumulou 14 rodadas sem saber o que era vencer na Eredivisie. A situação que já estava ruim começou a ficar péssima, afinal de contas, o time venceu a primeira partida em 2018, apenas no mês de abril.

Mesmo após anunciar a contratação de Adam Maher, o time não conseguiu mais encaixar vitórias.

04 – O Sparta Rotterdam começa a incomodar de novo

Verbeek acredita que ainda poderá ajudar o time a sair da situação que se encontrava, mas após quatro derrotas consecutivas para clubes como PSV, SC Heerenveen, AZ Alkmaar e Ajax o empate diante do Sparta Rotterdam foram fundamentais para colocar a equipe na lanterna da Eredivisie.

Vale lembrar que naquele momento, o FC Twente estava na semifinal da Copa da Holanda. O clube ficava totalmente dividido em apostar na KNVB Beker para salvar a temporada ou usar as forças que restavam para tentar se salvar na Eredivisie.

05 – Demissão de Verbeek

Após ser eliminado na Copa da Holanda tomando uma goleada de 4×0 do AZ Alkmaar no AFAS Stadion e o time empatar em casa contra o Willem II em 2×2, a diretoria resolveu demitir Verbeek e junto com ele, o então diretor de futebol também foi colocado para fora.

Naquela altura da temporada, já não existia mais uma “química” entre o treinador e os jogadores do elenco.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: