Nomes como Bert van Marwijk e Martin Jol compareceram ao encontro

Vários pontos fundamentais foram debatidos durante o período

Holandeses se encontram para discutir momento do futebol nacional

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Nessa quinta, na Holanda, tivemos um encontro entre grandes nomes do futebol holandês, para um debate, visando entender o que está acontecendo com o futebol nacional, que a cada temporada que se passa, vem perdendo mais espaço, principalmente no cenário europeu.

Muitos temas foram discutidos, como a qualidade dos treinadores que atuam no mercado nacional, aspectos físicos dos jogadores, principalmente aqueles que atuam na Eredivisie, e por último, a mentalidade de futebol que é empregada ainda hoje.

Figuras como Bert van Marwijk, Martin Jol, Gertjan Verbeek, o diretor da KNVB Eric Gudde e René Wormhoudt, participaram do evento que aconteceu em Utrecht.

Segundo René Wormhoudt, é fundamental que reuniões desse nível, aconteçam sempre, isso porque é com conversas, com mentes que realmente entendem de futebol, que o futebol nacional poderá voltar a evoluir.

“Lógico que não teremos conclusões rápidas, muito pelo contrário, a intensão é o diálogo, a conversa, para que possamos ir colocando os problemas na mesa e as ideias para solução, apareçam”

Bert van Marwijk é um dos nomes mais cotados para assumir a Austrália na próxima Copa do Mundo. O treinador compareceu ao encontro, e falou a seguinte frase:

“Nós holandeses, somos excelentes em apontar os defeitos, mas somos horríveis em apontar as soluções”

Martin Jol que já treinou equipes como Ajax e Tottenham, fala que chegou o momento de os treinadores holandeses olharem mais para o aspecto tático do que a parte individual dos atletas.

“O futebol, como toda e qualquer profissão, precisa ir se atualizando a cada dia que passa. O que sinto hoje na Holanda, principalmente nos treinadores, é que esse tipo de preparação não está na pauta desses profissionais, e são eles que vão conseguir trazer as novidades que estão acontecendo no cenário mundial, para dentro da Holanda. Precisamos começar a variar mais nossos jogos, estamos atuando no famoso 4-3-3 a vários anos, chegou o momento de os treinadores holandeses trazer o que há de novo no mercado, o famoso 3-4-3 ou o 3-5-2”

Outro ponto que foi citado, era sobre a qualidade dos treinamentos. Segundo René Wormhoudt, não é o caso de treinar mais, e sim trazer mais qualidade para dentro dos treinamentos.

“Não adianta passarmos 24 horas do dia, treinando se não tiver qualidade. É fundamental que nossos treinadores possam entender o que está acontecendo, melhorar o nível de treinamento. Se possível, podem até diminuir a carga horária de treinos, mas que no pouco tempo que se tenha para treinar, que seja com alta qualidade”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: