Japão 2x3 Holanda

Com menos um em campo, a Holanda conseguiu vencer a forte equipe japonesa

Mulheres vencem o Japão e terminam Copa Algarve em quinto lugar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Em jogo válido pela Copa Algarve, a Seleção Feminina entrou em campo visando terminar a competição em quinto lugar, mas pela frente teria a forte seleção japonesa. A Holanda venceu o Japão por 3×2 e terminou a competição em quinto lugar.

A Holanda começou a partida melhor, tanto que com apenas 27 segundos de jogo, a Orange já levou o primeiro perigo ao gol de Ayaka Yamashita. Em bola cruzada rasteira para a pequena área, Vivianne Miedema acompanhou a jogada e tentou finalizar, mas Saki Kumagai conseguiu impedir travar a bola com a centroavante holandesa.

Aos 07 minutos, a Holanda saiu de trás de forma errada, o Japão roubou a bola e ligou rapidamente um contra-ataque na lateral direita, a bola foi cruzada e quase Stefanie van der Gragt faria um gol contra, isso porque na hora de cortar, ela tirou mal, a bola bateu no travessão e voltou para a defesa holandesa.

O primeiro gol na partida, sairia dos pés da Holanda. Aos 12 minutos, cobrança de escanteio, a goleiro japonesa saiu completamente errada na bola, acabou furando, a bola bateu na defesa do Japão e voltou para os pés de Anouk Dekker, que só teve o trabalho de empurrar para dentro do gol.

Aos 18 minutos, saiu o segundo gol da Holanda. Em descida rápida pela lateral direita com Shanice van de Sanden, a camisa 07 tocou voltando para a chegada de Lieke Martens. A camisa 11 já foi batendo com violência na bola, sem dá chances alguma para que Ayaka Yamashita conseguisse defender.

Um minuto após a Holanda ampliar a vantagem, as japonesas acordaram na partida, mas também contaram com a sorte. A camisa 20 do Japão, Kumi Yokoyama, recebeu a bola na entrada da grande área, viu Loes Geurts adiantada e mandou um belo chute por cima da goleira holandesa, que ainda tentou chegar na bola, mas não impediu que a bola entrasse no gol holandês.

Numa falha gigantesca da defesa holandesa, o Japão roubou a bola no meio de campo, e já virou o jogo da esquerda para a direita, encontrando Emi Nakajima, a camisa 07 partiu em velocidade e chutou cruzado, tentando encontrar Kumi Yokoyama, mas a centroavante japonesa chegou tarde na bola e não conseguiu empurrar para dentro do gol.

Aos 32 minutos, quase o terceiro gol da Holanda. Em outra boa cobrança de escanteio muito fechada, Ayaka Yamashita acabou socando a bola para a entrada da grande área, Daniëlle van de Donk deu um leve toque na bola para Anouk Dekker, a camisa 06 deu um toque de calcanhar, que quase tirou Ayaka Yamashita da jogada, mas a goleira japonesa conseguiu espalmar para escanteio. O primeiro tempo terminaria com uma Holanda buscando mais o jogo e dominando a partida. Por outro lado, Asako Takakura sabia que teria um grande trabalho no intervalo, para tentar melhorar sua equipe na base da conversa.

As coisas pareciam que iriam se complicar para a Holanda, quando aos 60 minutos, Mandy van den Berg matou uma jogada promissora do Japão. Mina Tanaka iria sair de cara com Loes Geurts, mas a camisa 04 da Holanda acabou derrubando a atacante japonesa. A juíza da partida, Anastasia Pustovoitova não pensou duas vezes, sacou o segundo cartão amarelo de Mandy van den Berg, e consequentemente expulsou a defensora holandesa.

O Japão começou a se soltar mais na partida. Aos 67 minutos, quase que Mina Tanaka marcaria o gol do empate, quando recebeu a bola dentro da grande área e girou em cima da marcação e mandou um belo chute de direita, mas a bola subiu demais e morreu na linha de fundo.

A Holanda se fechava com duas linhas de quatro e com apenas uma atacante na frente. O Japão insistia demais nas jogadas laterais, e até que deu certo, quando aos 76 minutos, a bola foi cruzada na grande área, sem sair do chão, Mina Tanaka tocou de cabeça, a bola bateu em Sheila van den Bulk e morreu dentro do gol holandês. Nesse momento, a Holanda se viu perdendo a chance de ficar entre as cinco melhores equipes da competição.

Visando terminar a partida empatada, que levaria para os pênaltis. Sarina Glotzbach-Wiegman pediu que sua equipe ficasse mais recuada, esperando o Japão e quem sabe, em algum erro japonês o time saísse para matar o jogo. E a Holanda foi abençoada no final da partida, quando em rápido contra-ataque, Vivianne Miedema recebeu a bola na entrada da grande área, puxou três marcadores japonesas e saiu da marcação de todas elas. Ficou de frente para Ayaka Yamashita, e na hora de finalizar, a defesa japonesa travou com ela, e matou toda e qualquer possibilidade de a goleira japonesa defender a finalização.

Uma vitória importantíssima, principalmente nesse momento que antecede a Eurocopa Feminina que irá acontecer na Holanda.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: