Blind mostra que seu trabalho está evoluindo

Para aqueles que contestavam o trabalho de Blind, tá aí uma boa resposta dentro de campo e uma evolução gigante demais

Uma clara e nítica evolução na Holanda está acontecendo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Placar (Áustria 0x2 Holanda)

É meus amigos, parece que o trabalho do tão criticado, Danny Blind vem rendendo bons frutos, com essa nova geração de jovens jogadores holandeses, a Holanda já soma quatro jogos sem saber o que é sentir o gostinho amargo da derrota. Mas muito vão dizer que dessas três vitórias e um empate, todas foram contra seleções que estão vão jogar a Eurocopa e estão em fase de preparação, tudo bem, concordo, mas acredito que para uma seleção que não vinha ganhando nem amistoso, ganhar de seleções como Inglaterra e Polônia, dentro de suas casas, já é o começo de uma nova reconstrução.

No último dia 04, a Holanda entrou em campo para enfrentar a equipe de David Alaba, a seleção austríaca, que garantiu vaga para a Eurocopa e está apenas se preparando para a competição que logo começará. Os jogadores que marcaram os gols da vitória foram Janssen e Wijnaldum.

13312702_10153673684187634_917807708315799972_n

As novidades para essas partidas se chamavam Jeroen Zoet e Patrick van Aanholt. O goleiro do PSV recebeu uma chance e entrou no lugar de Cillessen desde o começo da partida, e van Aanholt entrou no lugar de Jetro Willems, que se desligou da delegação, pois estava com problema no seu pé. Kevin Strootman voltou a ser titular novamente na seleção. De reto, a escalação era a mesma do jogo contra a Polônia.

Danny Blind entrou com a seguinte estratégia para o jogo diante da Áustria, jogar recuado, esperando apenas as oportunidades surgirem em contra-ataques, e isso se explica pelo veloz ataque dos donos da casa, e Blind entendeu que precisaria segurar sua equipe para conseguir transformar uma partida complicada em um jogo tranquilo. Só que essa tática de jogo poderia ter ido por água abaixo logo no começo da partida, isso porque aos 03 minutos de jogo, a bola foi alçada na pequena área, Zlatko Junuzovic tocou de cabeça e Marko Arnautovic de bicicleta tentou abrir o placar para os donos da casa, mas Zoet conseguiu espalmar para escanteio.

13312858_10153673684527634_2479559316719474930_n

Mas aos 08 minutos de jogo, Berghuis cruzou a bola da direita para a esquerda, e sozinho, Vicent Janssen nem precisou pular para mandar a bola para o fundo das redes, abrindo o marcador logo cedo na partida, e deixando a equipe mais tranquilo dentro do jogo. É importante demais começarmos a gravar esse nome, Vicent Janssen, pois promete ser uma grata surpresa, e para nós que não tínhamos nenhuma perspectiva de quem poderia substituir Robin van Persie ou até mesmo o contestado, Klaas Huntelaar, agora temos um jogador que a mais ou menos um ano, estava deixando o Almere City, e hoje terminou como artilheiro da Eredivisie 2015/16 e já marcou seu terceiro gol em cinco jogos pela Holanda.

Um ponto que é importante que destaquemos nessa partida é a nítida evolução da dupla defensiva, estamos falando de Bruma e van Dijk, os dois zagueiros conseguiram terminar a partida em 100%, porque em todos os desarmes que eles tentaram, conseguiram roubar a bola, não perderam nenhuma disputa pelo alto e nem por baixo.

13327597_10153673683712634_3591014213615247521_n

Voltando a partida, aos 11 minutos, Zlatko Junuzovic recebeu a bola por baixo e finalizou, Zoet defendeu, mas proporcionou o rebote, porém mesmo assim, Junuzovic mandou a bola para fora. Os donos da casa estavam buscando o gol do empate. Doze minutos mais tarde, Alaba finalizaria para o gol, mas sem perigo para a meta defendida por Zoet. Aos 35 minutos, Promes mandou uma bola na trave, quando Wijnaldum ajeitou na entrada da área, o jovem jogador do Spartak Moscow nem precisou ajeitar, do jeito que a bola chegou ele soltou o pé, quase iria encobrir o goleiro austríaco, mas por capricho, ela bateu na trave e mudou seu destino, que seria o fundo das redes. No lance seguinte, Berghuis cobrou uma faltou que passou perto do gol austríaco.

O principal nome dessa seleção da Austria se chama David Alaba, e não poderia ser diferente, jogador que é titular absoluto do Bayern de Munique, mostrou durante os noventa minutos que será a peça essencial para a Austria tentar alguma coisa nessa Eurocopa, mas sozinho fica complicado, até que Arnautovic e Junuzovic tentavam ajudar o jovem jogador, mas estava complicado.

Aos 50 minutos, Kenny Tete cruzou na medida para Janssen, mas o atacante tentou marcar de calcanhar, pois já tinha perdido o tempo da jogada, mesmo assim a bola assustou o goleiro Almer. No minuto seguinte, se não fosse a saída providencial do gol de Zoet, Alaba iria acabar marcando o gol do empate, quando o camisa 8 autriaco recebeu a bola dentro da grande área e foi em velocidade, Bazoer ainda tentou puxar o garoto, mas não conseguiu, e Zoet teve que sair para fechar o ângulo de Alaba.

No minuto 60, van Aanholt desceu em velocidade e com qualidade, tocou para Promes que dentro da grande área ajeitou e bateu no cantinho de Almer, mas a bola acabou indo para fora.

Danny Blind acabou tirando Jansse que sairia lesionado, então Luuk de Jon entrou no lugar do camisa 09, e foi que com sua entrada a Holanda chegou ao segundo gol, quando em bela jogada trabalhada pela esquerda de ataque holandesa, Promes tocou para De Jong que escorou para Wijnaldum bater no canto direito de Almer, e sem chances para o goleiro austríaco, a Holanda chegou ao seu segundo gol.

Depois do segundo gol, a partida ficou muito morna, apenas aos 83 minutos quando Marco van Ginkel perdeu um gol feito. O que podemos destacar foi a entrada de Cillessen no lugar de Zoet, e a estreia de Toony Trindade de Vilhena pela Holanda.

Com essas três partidas conseguimos chegar a algumas conclusões, e são elas:

  • Com a falta de Sneijder armando a equipe, a opção que Blind poderá usar é ter mais rapidez nas trocas de passes, e isso vai fazer com que os bons passes em profundidade de Strootman comecem a ser mais aproveitados;
  • Berghuis vai ser firmando no lugar de Memphis Depay, o jovem atacante que atual no futebol inglês, mostrou muita qualidade e personalidade para assumir a vaga deixada pelo camisa 07;
  • Aos poucos Promes vai se firmando como substituto imediato de Arjen Robben, que quando voltar, terá seu lugar garantido entre os 11 titulares.
  • Vicent Janssen não tem mais o que provar para mostrar que é o titular do ataque holandês e que a camisa 09 é dele. Luuk de Jong e Bas Dost não conseguiram segurar o jovem promissor do Az Alkmaar.

Acima de qualquer coisa, as vitórias contra Polônia e Áustria servem para mostrar que há uma evolução na equipe, e que toda aquele desanimo após o jogo contra a Irlanda, quando até mesmo Ronald de Boer falou que era melhor pensarmos em 2022, porque 2018 será bem complicado conseguirmos alguma coisa, não é verdade, os jovens jogadores estão mostrando vontade e espirito de luta, para mostrar a todos que ainda podemos confiar em cada um deles.

Após o jogo, Strootman falou as seguintes palavras: “Queríamos muito vencer, pois queremos estar prontos para as eliminatórias da Copa. Visível e definitivamente, há uma linha ascendente”.

Danny Blind também falou após a vitória: “Parece bom. A maior vitória é que temos maior variedade de jogadas no nosso ataque. Parece um time, de novo”.

A evolução é tão clara que em 4 jogos, não tomamos nenhum gol, isso é bom, até porque antes estávamos tomando gols de todos os times, então já se ver uma estabilidade na nossa defesa. Não é muito, precisamos evoluir, mas esses pequenos detalhes fazem com que possamos sonhar com dias melhores para a nossa seleção.

Scouts (Áustria 0x2 Holanda)

Scouts

Escalações (Áustria 0x2 Holanda)

Escalações

Momentos (Áustria 0x2 Holanda)

Gols, Substituições e Cartões.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

2 Responses

  1. Washington Grainbherr

    Sou Fã incondicional tanto da Seleção Holandesa como também do Futebol Holandês, acho um dos Berços do Futebol Mundial . quer até hoje esta sendo copiado veemente pela espanha, principalmente o Barcelona e agora o Bayer de Munich com o Gaurdiola . O problema é que a Holanda hoje desistiu de competir de forma mais igual, ou competitiva contra os grandes Clubes da Europa, ou seja, Ajax, PSV, Feneoord e etc, deixaram de investir em contratações de peso, para trabalhar somente com crias da base ou de algum clube Holandês .
    Com isso o CAMPEONATO HOLANDES : Eredivisie, fica bem atraz das outras competições Europeias : Alemão Ingles, Espahol e Italiano . Mas mesmo assim gosto e acompanhado alguns jogos da Liga Holandesa .

    1. admin

      Washington, boa noite.

      Agradecemos seu comentário.

      Concordamos com o que você disse, mas é importante ressaltarmos que tanto o Barcelona quanto Guardiola aprenderam o que é futebol com Johan Cruyff.

      Lhe aconselho a ler o livro “Guardiola – Confidencial”, nele você irá entender que tudo que Guardiola aprendeu no futebol foi graças a Johan Cruyff, e tudo que ele aplica em seus clubes que ele passa, é o estilo de jogo do eterno camisa 14.

      Tanto a Alemanha quanto a Espanha conquistaram as últimas duas Copas do Mundo, graças ao trabalho indireto de Guardiola, que implementou o jeito do Futebol Total no Bayern de Munique (base da seleção alemã campeã do mundo de 2014) e no Barcelona (Base da seleção espanhola campeã do mundo de 2010).

      Realmente, os grandes clubes holandeses deixaram de se fortalecer, mas creio que isso não vale para o PSV Eindhoven, que a todo ano vai se reforçando com bons nomes e com jovens valores, como Guardado e o zagueiro Héctor Herrera. Lógico que o mercado holandês não é tão atrativo hoje pelos baixos salários que são pagos, mas quem sabe um dia, quando os velhos costumes saírem da Holanda e chegar dirigentes que pensem em formar equipes vencedores, possamos a voltar a competir em alto nível.

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: